Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Ele usa all star, participou do X Factor e… é um padre!

Compartilhar

Entrevista exclusiva de Padre Rob durante a JMJ

Clique aqui para abrir a galeria de fotos

Com sorriso no rosto, Padre Rob Galea, um sacerdote que trabalha com jovens na diocese de Sandhurst, na Austrália, que ficou famoso pela sua atuação no X Factor, em 2015, recebeu nossa equipe usando seu clergyman para um bate-papo descontraído em uma cafeteria, no centro de Cracóvia, em meio ao “caos santo” da Jornada Mundial da Juventude.

“A JMJ é um pouco agitada – diz Galea -, mas essa é a beleza. Os artistas estão acostumados com a ordem e a manter tudo em ordem. Aqui, uma hora a gente está no palco, outra devemos percorrer 15 km para chegar a outro lugar, ficamos cansados, suamos, mas não importa… Essa é a beleza de tudo”, disse o sacerdote.

Rob, que não abre mão de usar de seu “colarinho branco” característico de padre, e não permite que façamos foto quando não o está usando, falou sobre ser um instrumento do amor de Deus em meio à multidão usando seu all star, assumindo seu sacerdócio e cantando para multidões.

“O núcleo do Evangelho é levar Jesus para as pessoas. Como padre e músico é lindo ver isso aqui. O cansaço e o caos nos trazem de volta para a coisa mais importante: o Evangelho de Jesus Cristo. E eis o coração do Evangelho: a divina Misericórdia”, ressaltou.

Como a Jornada Mundial da Juventude deste ano o tema “Bem aventurados os misericordiosos, pois alcançarão misericórdia”, o sacerdote explicou o que seria essa misericórdia de Deus.

“Se a gente faz um resumo da misericórdia em uma frase, seria esta: Deus nos busca, não apenas nos tolera, nos perdoa, Ele corre atrás de nós”, afirmou.

Após mais um gole de café, ele continuou, sorrindo: “Eu fui e ainda sou uma confusão. Nós somos uma confusão. Mas Deus, em sua misericórdia, utiliza-se dessa “bagunça”, que somos nós, e a transforma em mensagem. Esta á a misericórdia: da confusão para a mensagem. E nós podemos ser instrumento disso na vida dos outros”, concluiu.

Libby Reichert, direto de Cracóvia.