Aleteia
Segunda-feira 26 Outubro |
São Fulco
Atualidade

Dezenas de mortos no norte rebelde da Síria por bombardeios do regime

<p>A picture taken from Suruc on June 27, 2015 looking across the border at smoke rising from the Syrian town of Kobane</p>

Agências de Notícias - publicado em 14/08/16

O regime sírio e seu aliado russo intensificaram os bombardeios nas zonas controladas pelos rebeldes e extremistas em Aleppo e outras regiões do norte do país, matando nas últimas 24 horas cerca de 70 civis.

Aleppo, ponto estratégico no desenvolvimento da guerra que devasta a Síria há cinco anos, está desde 2012 dividida entre os rebeldes, que ocupam os bairros orientais da cidade, e o regime, presente nos ocidentais.

Os combates se concentram agora no sul e no sudeste de Aleppo, mas os dois grupos convocaram milhares de combatentes de reforço para a grande batalha que se aproxima pela conquista da totalidade da cidade, a segunda em importância do país.

As tropas sírias, apoiadas por combatentes iranianos, iraquianos e do Hezbollah libanês, enfrentam o Exército da Conquista, uma aliança entre rebeldes e extremistas da frente Fateh al Sham (ex-frente Al Nosra, agora separada da Al-Qaeda).

Os combatentes pró-regime estão em dificuldades após o revés sofrido no sudeste da cidade: em 6 de agosto os rebeldes tomaram o bairro governamental de Ramusa, o que lhes permitiu romper o cerco imposto pelo poder nos setores rebeldes.

Nas últimas 24 horas, os bairros rebeldes sofreram intensos bombardeios aéreos, disse neste domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), acrescentando que o regime e seu aliado russo também atacaram a província vizinha de Idleb, nas mãos do Exército da Conquista desde 2015.

Ao menos 45 civis morreram nos bombardeios em Aleppo e 22 em Idleb, disse o OSDH, enquanto nove civis faleceram por disparos de rebeldes no oeste de Aleppo controlado pelas forças de Damasco.

Um ataque de um carro-bomba matou 15 rebeldes e deixou 22 feridos em Idleb, perto da fronteira de Atme, informou o OSDH.

Regime “sob pressão””A intensificação dos bombardeios em Idleb é explicada pelo fato de que esta província é a reserva humana de combatentes do Exército da Conquista”, explicou Rami Abdel Rahman, diretor do OSDH.

Por outro lado, “o regime e seus aliados estão sob pressão em Aleppo após a grande derrota sofrida no sudeste da cidade”, acrescentou.

Segundo um correspondente da AFP em terra, os bombardeios sobre o bairro de Ramusa continuavam sem trégua.

Já o grupo Estado Islâmico (EI), que ainda controla grandes territórios do país, perdeu espaço com sua expulsão de Manbij, reconquistada por uma aliança árabe-curda com apoio da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

A aliança disse neste domingo que agora tem pressa de avançar sobre Al Bab, situada a 50 quilômetros de Manbij.

Em Deir Ezor, também controlada pelo EI, a Rússia lançou novos bombardeios que destruíram seis depósitos de armas, dois quarteis-generais e vários veículos dos extremistas, matando um número indeterminado de combatentes, segundo o ministério da Defesa russo.

Em uma nota mais positiva, uma menina síria de 10 anos ferida por um franco-atirador em Madaya, cidade rebelde a sudoeste de Damasco cercada pelo regime, foi levada a um hospital da capital após o apelo feito por uma parente, ao qual a Anistia Internacional se somou.

Ghina Qouwayder foi levada junto a sua mãe a Damasco para ser operada, segundo o OSDH e uma autoridade síria.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco e casais homossexuais: o que e...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
Rosário
Philip Kosloski
Benefícios do Rosário: 3 virtudes que aprende...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia