Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 18 Setembro |
São José de Cupertino
home iconAtualidade
line break icon

Pelo menos 42 civis são massacrados República Democrática do Congo

<p>Quatorze pessoas foram mortas atingidas por facões e machados na madrugada deste domingo no território de Beni, no leste da República Democrática do Congo (RDC), relataram autoridades locais</p>

Agências de Notícias - publicado em 14/08/16

Pelo menos 42 civis morreram no sábado em Beni, cidade do leste da República Democrática do Congo, em um massacre atribuído a rebeldes ugandeses.

O prefeito de Beni, Edmond Masumbuko, lamentou as mortes em uma mensagem de rádio, em que informou o balanço de mortos em 42 pessoas.

Já presidente da sociedade civil da região, Edmond Masumbuko, informou que há 46 vítimas fatais e que 34 casas foram queimadas.

O governo decretou três dias de luto nacional.

Durante o dia, o porta-voz do exército, o tenente Mak Azukay informou à AFP sobre o massacre, atribuído a supostos rebeldes das Forças Democráticas Aliadas (ADF) de Uganda.

“Acabamos de encontrar os corpos” no bairro Rwangoma de Beni, acrescentou o porta-voz contactado por telefone a partir de Goma, capital da província de Kivu do Norte.

“Já há 35 corpos no necrotério do hospital de Beni”, disse Gilbert Kambale, presidente da sociedade civil da cidade.

Rwangoma é um bairro periférico de Beni, cidade fronteiriça com o parque de Virunga (lugar onde se refugiam grupos armados), no norte de Kivu do Norte.

O ataque foi registrado 72 horas após uma viagem do presidente Joseph Kabila pela região, onde prometeu fazer todo o possível para impor a paz e a segurança.

“O presidente da República passou por aqui e agora nos matam!”, disse Gilbert Kambale.

O ataque foi registrado entre as 19h00 e as 23h00 (14h00 e 18h00 de Brasília), disse a fonte.

As forças da ADF se esquivaram das posições do exército para “massacrar a população em represália” pelas operações das forças de segurança na zona.

A cidade e o território de Beni, no norte da província de Kivu do Norte, registraram desde outubro de 2014 uma série de massacres que deixaram até agora 600 civis mortos.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
Orfa Astorga
Os erros mais comuns das sogras
4
Papa Francisco pede homilias mais curtas
Francisco Vêneto
Papa Francisco pede aos padres: façam homilias mais curtas
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
7
tentativa suicídio depoimento
Reportagem local
EM IMAGENS: A cara da depressão profunda e do suicídio é não ter ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia