Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Canonização de madre Teresa é celebrada com cantos e flores em Calcutá

JEFFREY BRUNO
KOLKATA, INDIA 4 SEPT: Images from the Canonization of Saint Mother Teresa at the Motherhouse in Calcutta, India.
Compartilhar

Muitos fiéis depositaram neste domingo flores no túmulo da madre Teresa em Calcutá, no leste da Índia, para celebrar a canonização no Vaticano da religiosa dos pobres.

As pessoas começaram a se reunir desde o início da manhã na sede de sua congregação em Calcutá, onde se encontra seu túmulo, que é decorado todos os dias pelas irmãs com uma palavra escrita com pétalas de flores.

Foi realizada uma missa especial em homenagem à religiosa, ícone da caridade, antes da cerimônia na basílica de São Pedro de Roma.

Os fiéis acenderam velas e colocaram flores em seu túmulo enquanto as irmãs entoavam cânticos em sua homenagem.

“É um dia de celebrações, um dia de gratidão, um dia com muitas bênçãos”, disse a irmã Mary Lysa.

“As Missionárias da Caridade decidiram que este dia seria uma celebração para fazer avançar a causa” da madre Teresa “a serviço dos pobres, dos moribundos e dos doentes”, disse.

Madre Teresa – nascida em 1910 no seio de uma família albanesa em Skopje e falecida em 5 de setembro de 1997 na sede de sua congregação em Calcutá – recebeu o prêmio Nobel da Paz em 1979. Em 1950, fundou na Índia as Missionárias da Caridade, organização que conta atualmente com 5.000 religiosas que dedicam sua vida aos mais pobres.

Acendendo uma vela, Konica Cecilia, de 32 anos, explicou que a religiosa ajudou economicamente seus pais para que ela pudesse ir à escola.

“Tive a sorte de conhecer madre Teresa. Era uma santa em vida e uma inspiração para mim”, disse. “Sua memória me reconforta quando tenho problemas”, afirmou.

(AFP)