Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 24 Julho |
home iconReligião
line break icon

Papa a familiares das vítimas do atentado em Nice: desarmar o ódio com o amor

© Antoine Mekary / ALETEIA

Pope Francis attends an audience with survivors and relatives of the victims of the July 14 jihadist attack in the French city of Nice, in the Paul VI hall at the Vatican on September 24, 2016.

Vatican News - publicado em 25/09/16

O Papa Francisco recebeu, neste sábado (24/09), na Sala Paulo VI, no Vaticano, os familiares das vítimas do atentado perpetrado, em Nice, sul da França, em 14 de julho passado, Dia da Bastilha, onde um caminhão atropelou diversas pessoas que estavam assistindo à queima de fogos. Oitenta e cinco pessoas morreram e várias ficaram feridas.

“Com emoção, encontro-me com vocês que sofrem no corpo e na alma, pois numa noite de festa a violência os afetou cegamente sem olhar origem nem religião. Partilho a sua dor, uma dor que se torna ainda mais forte quando penso nas crianças, nas famílias inteiras, cujas vidas foram ceifadas improvisamente e de forma dramática. Asseguro a cada um de vocês a minha compaixão, proximidade e oração”, disse o Pontífice.

“Queridas famílias, peço a Deus, Pai de todos, para que acolha os seus parentes defuntos e que eles encontrem o descanso e a alegria da vida eterna. Para nós cristãos, o fundamento da esperança é Jesus Cristo, morto e ressuscitado. O Apóstolo Paulo nos garante: ‘Se estamos mortos com Cristo, acreditamos que também viveremos com ele, pois sabemos que Cristo, ressuscitado dos mortos, não morre mais; a morte já não tem poder sobre ele’. Possa a certeza da vida eterna, que pertence também aos fiéis de outras religiões, lhes servir de consolo no decorrer da vida, e ser  um motivo forte de perseverança para prosseguir com coragem o seu caminho aqui na Terra.”

O Santo Padre pediu a Deus misericordioso por todas as pessoas que ficaram feridas, em certos casos mutiladas, na carne e no espírito, e que por esta razão não puderam participar do encontro com o pontífice, pois se encontram ainda no hospital. “A Igreja está próxima a todos vocês e os acompanha com grande compaixão nestes momentos difíceis de enfrentar. Peço ao Senhor para que coloque em seus corações sentimentos de paz e fraternidade”, sublinhou Francisco.

O Papa disse que o atentado perpetrado, em Nice, despertou em vários lugares gestos significativos de solidariedade e acompanhamento. Francisco agradeceu a todas as pessoas que, imediatamente, socorreram as vítimas, e que até hoje ajudam e acompanham as famílias.

“Penso na comunidade católica e seu Bispo, Dom André Marceau, mas também nos serviços de assistência e nas associações, em particular na associação Alpes-Maritimes Fraternité, aqui presente, que possui representantes de todas as confissões religiosas. Isso é um sinal muito bonito de esperança. Alegro-me de ver que entre vocês as relações inter-religiosas são muito vivas, e isso ajuda a aliviar as feridas destes acontecimentos dramáticos.”

Segundo o Papa, “estabelecer um diálogo sincero e relações fraternas entre todos, sobretudo entre aqueles que confessam um Deus único e misericordioso, é uma prioridade urgente que os responsáveis políticos e religiosos devem favorecer e que cada um é chamado a realizar ao seu redor”.

“Quando é grande a tentação de voltar-se para si mesmo ou de responder ao ódio com o ódio e à violência com a violência, é necessária a conversão autêntica do coração. Esta é a mensagem que o Evangelho de Jesus dirige a todos nós. Pode-se responder aos ataques do demônio somente com as obras de Deus que são perdão, amor e respeito pelo próximo, mesmo que seja diferente.”

O Papa concluiu o seu discurso, garantido mais uma vez a sua oração e toda a ternura do Sucessor de Pedro. Disse que reza também pela França e seus responsáveis para que seja construída  uma sociedade justa, pacífica e fraterna.

(Rádio Vaticano)

Tags:
PapaPapa FranciscoTerrorismo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
Atriz Claudia Rodrigues
Reportagem local
Assessora pede orações por atriz Claudia Rodrigues: “está m...
6
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
7
Orfa Astorga
Até que idade é saudável morar na casa dos pais?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia