Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Para Deus nunca é tarde: brasileira faz Primeira Comunhão aos 101 anos de idade!

Asilo Nossa Senhora do Carmo
Compartilhar

"Isso era realmente o que ela queria. Mesmo aos 101 anos, ela é muito lúcida, preparou-se e recebeu a Primeira Eucaristia de coração"

Dona Penha é uma senhora que, aos 101 anos de idade, ainda viveu um momento único em sua vida; aliás, para todo católico, um dos momentos mais importantes de toda a vida.

Neste dia 27 de setembro, em Santo Antônio de Pádua (RJ), ela recebeu a sua Primeira Comunhão na capela do asilo Nossa Senhora do Carmo!

Foi um momento muito bonito e nos mostrou que nunca é tarde para receber a Eucaristia! Que, para quem busca Deus, não há tempo ou vergonha que possa impedir”, declarou a auxiliar administrativa da instituição, Josiane Ribeiro, acrescentando que testemunhos como este “reafirmam a fé”.

Conforme o relato de Josiane à ACI Digital, faz um ano que Dona Penha chegou ao asilo gerido pelas Irmãs da Associação Nossa Senhora do Rosário de Fátima, em cuja capela é celebrada a Santa Missa durante a semana.

A Dona Penha começou a acompanhar as outras senhoras e um dia pediu para se confessar. O padre Domingos Sávio Silva Ferreira então percebeu que ela ainda não tinha recebido a Comunhão e pediu para as irmãs a prepararem para receber o sacramento”, prossegue Josiane.

Foi depois de viver essa preparação que Dona Penha comungou pela primeira vez. Quem a acompanhou assegura que “isso era realmente o que ela queria. Mesmo aos 101 anos, ela é muito lúcida, preparou-se e recebeu a Primeira Eucaristia de coração”.

Josiane enxerga neste fato um testemunho não só para as pessoas que convivem com Dona Penha no asilo, mas também para as muitas que compartilharam a edificante história nas redes sociais: “Colocamos as fotos no Facebook do asilo e muitas pessoas viram, comentaram, parabenizaram”.

Entre os comentários, um internauta declarou:

“Sempre há tempo, o dela foi agora! Deus a abençoe!”

________________

Com informações de ACI Digital