Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Julho |
Santos Abdon e Sénen
home iconAtualidade
line break icon

Cristãos do Iraque, comunidade que é vítima frequente da violência

Peter Hedlund / Flickr CC

Agências de Notícias - publicado em 19/10/16

A população de cristãos, uma minoria em um país majoritariamente muçulmano, diminuiu drasticamente nos últimos anos

Os cristãos estão enraizados no Oriente Médio, em particular no Iraque, desde o início do cristianismo, mas muitos precisaram fugir, como há dois anos, quando os extremistas do Estado Islâmico se apoderaram de Qaraqosh e de outras cidades do norte do país.

Na noite de terça-feira em Erbil, a capital da região autônoma do Curdistão, um grupo de cristãos que precisaram escapar da ofensiva do EI em agosto de 2014 dançaram e cantaram para celebrar a entrada das forças governamentais em Qaraqosh, no âmbito de uma ampla ofensiva para recuperar Mossul do grupo ultrarradical sunita.

A população de cristãos, uma minoria em um país majoritariamente muçulmano, diminuiu drasticamente nos últimos anos.

Depois da invasão liderada pelos Estados Unidos em 2003, o Iraque se converteu em um campo de batalha entre insurgentes e tropas estrangeiras, antes de afundar em uma guerra sectária. A comunidade cristã, associada aos cruzados “ocidentais”, foi atacada em diversas ocasiões, o que desencadeou a fuga de muitos de seus membros.

Quando o EI conquistou Mossul, em junho de 2014, os cristãos da segunda cidade do país receberam um ultimato: se converter ao Islã, pagar um imposto ou abandonar a cidade, sob pena de ser executados.

Algumas semanas depois, com a tomada de Qaraqosh, os cerca de 120.000 cristãos que viviam na província de Nínive – onde se encontra Mossul – precisaram fugir.

A seguir, alguns dados sobre os cristãos do Iraque:

– Antigamente estimada em mais de um milhão de pessoas, 600.000 das quais em Bagdá, esta comunidade formada por caldeus, assírios, armênios e siríacos diminuiu muito. Calcula-se que atualmente existam menos de 350.000 cristãos no país.

– Antes da invasão americana de 2003, 60.000 cristãos viviam em Mossul, onde em 2014 restavam apenas vários milhares.

– Dos 120.000 cristãos que fugiram em 2014, 20.000 abandonaram o Iraque e os demais se refugiaram em outras regiões do país, entre eles 50.000 em Erbil, a capital do Curdistão.

– Os cristãos do Iraque são uma das comunidades cristãs do Oriente Médio mais antigas.

– Os caldeus representam a grande maioria e formam uma comunidade católica de rito oriental. A igreja caldeia, cuja liturgia é feita em aramaico – a língua falada por Jesus – é considerada uma das igrejas cristãs mais antigas.

– Os outros católicos são os siríacos católicos, os armênios católicos e os católicos latinos.

– Entre os não católicos, os mais numerosos são os assírios (nestorianos). Os outros são siríacos ortodoxos e armênios ortodoxos.

– Como outras minorias no Iraque, os cristãos foram com frequência alvos de ataques de grupos sunitas radicais, em particular de sequestros e atentados contra suas igrejas.

(Fontes: Patriarcado caldeu, Centre for International Governance Innovation, Agência das Nações Unidas para os Refugiados, Human Rights Watch, Fraternidade no Iraque).

(AFP)

Tags:
CristãosMundoPerseguição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia