Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 22 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Homens armados atacam barco de migrantes e 4 pessoas morrem no litoral líbio

MEDITERRANEAN SEA – migrants standing on a boat – pt

AFP PHOTO / ITALIAN NAVY

AT SEA, MEDITERRANEAN SEA : A handout photo released by the Italian Navy on March 18, 2014 and taken on March 17, 2014 shows migrants standing on a boat during a rescue operation carried out by the Italian Navy near the Italian island of Lampedusa. The Italian navy said it had rescued nearly 600 Syrian, Palestinian and Eritrean migrants crossing the Mediterranean in two overcrowded boats, including 62 minors. The Italian frigate Grecale pulled 323 Syrians and Palestinians to safety late on Monday, after helping rescue another 273 migrants from Eritrea, who were taken aboard the gunboat Sfinge, the navy said in a statement. AFP PHOTO / ITALIAN NAVY - RESTRICTED TO EDITORIAL USE - MANDATORY CREDIT "AFP PHOTO / ITALIAN NAVY " - NO MARKETING NO ADVERTISING CAMPAIGNS - DISTRIBUTED AS A SERVICE TO CLIENTS

Agências de Notícias - publicado em 21/10/16

Homens armados com porretes atacaram na noite de quinta-feira um barco de migrantes no litoral da Líbia, causando ao menos quatro mortes e 15 desaparecidos, informou a ONG alemã Sea-Watch.

Os homens chegaram em uma embarcação com a insígnia da Guarda Costeira líbia e começaram a agredir os migrantes, e muitos deles caíram ao mar, segundo um porta-voz da ONG.

O ataque aconteceu diante de um navio petroleiro que foi desviado pela Guarda Costeira para ajudar os migrantes e enquanto as equipes da Sea-Watch distribuíam coletes salva-vidas a cerca de 150 pessoas.

Os homens armados que chegaram em um barco com a bandeira da Guarda Costeira da Líbia estavam muito nervosos, falavam apenas árabe e tentaram roubar o motor do barco em que viajavam os migrantes.

Alguns desses homens armados conseguiram subir no barco, provocando pânico entre os migrantes, que se jogaram ou caíram ao mar.

Os socorristas da Sea-Watch conseguiram resgatar 120 pessoas e recuperaram apenas quatro corpos, mas outros corpos eram visíveis flutuando.

Segundo eles, entre 15 e 25 pessoas desapareceram depois do ataque.

Indagado pela AFP, a Guarda Costeira italiana confirmou o resgate por parte da Sea-Watch de 120 pessoas sem dar detalhes das circunstâncias e sobre os agressores.

(AFP)

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia