Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa recebe presidente uruguaio para debater “situação social” da América Latina

O papa Francisco se encaminha para um encontro com a presidente da Coreia do Sul em 17 de outubro de 2014

Compartilhar

"Escutei que Mujica falava por rádio de Evangelii gaudium", comentou o papa

O papa Francisco recebeu no Vaticano, em audiência privada, o presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, com o qual conversou 40 minutos, entre outros assuntos, sobre a situação social e humanitária da América Latina, informou nesta sexta-feira (2) o Vaticano.

“No desenvolvimento da conversa falaram sobre a situação política nacional e regional, com especial referência ao desenvolvimento das instituições democráticas e a situação social e humanitária do continente”, afirmou em comunicado a assessoria de imprensa da Santa Sé.

“As cordiais conversas demonstraram as boas relações existentes entre a Santa Sé e o Uruguai, assim como o interesse comum pelo desenvolvimento integral do indivíduo, o respeito dos direitos humanos e a paz social”, informou a nota. O presidente uruguaio estava acompanhado de sua esposa, María Delgado e de seu filho Álvaro.

Durante a tradicional troca de presentes, Francisco presenteou Vázquez com um medalhão da paz e suas três encíclicas: Amoris laetitia, Laudato Si e Evangelii gaudium.

“Escutei que Mujica falava por rádio de Evangelii gaudium”, comentou o papa ao presidente uruguaio com tom satisfeito ao mencionar o ex-presidente José ‘Pepe’ Mujica. Vázquez, por sua vez, presenteou Francisco com uma drusa de ametista uruguaia.

Na véspera, o embaixador uruguaio para a Santa Sé, Francisco José Ottonelli, que acompanhou o presidente em sua visita ao Vaticano, adiantou que Vázquez desejava pedir ao papa a autorização da abertura dos arquivos do Vaticano sobre a ditadura no Uruguai (1973-1985).

(AFP)