Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 12 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

4 pensadores religiosos entre as 6 personalidades mais influentes de 2016

pope-benedict-xvi-francis-aniversary-000_cj55k-afp-photo-osservatore-romano-ai.jpg

AFP

Daniel R. Esparza - publicado em 12/12/16

Em um mundo aparentemente secularizado, a religião continua sendo tão influente como sempre

Um número excepcionalmente alto de pensadores religiosos figuram este ano entre os primeiros colocados no ranking global de líderes de pensamento, segundo o que publicou o The World Post. O ranking se encarrega de estudar mais de 200 líderes mundiais e suas influências no mundo digital anglo-saxão, de acordo com uma série de critérios estabelecidos pelo Instituto Gottlieb Duttweiler.

Este ano, o primeiro lugar do ranking é do Papa Francisco, enquanto Bento XVI, por sua parte, está empatado em quinto lugar com Bill Gates. O segundo lugar é ocupado por Dalai Lama e, em quarto, está o ateu Richard Dawkins, o proeminente biólogo evolucionista britânico.

Este ranking da religião – com o ateísmo incluso –ocupando os cinco primeiro lugares revela o fato de que as questões da fé são um fenômeno global, ao menos no que se refere ao mundo anglo-saxão. Mais ainda, a presença de Francisco e Bento XVI nestes primeiros lugares sugere que o Cristianismo dá forma a boa parte do discurso intelectual e midiático global.

E, enquanto nenhum papa aparece no ranking de líderes influentes da área cultural árabe, os três primeiros lugares são ocupados por três teólogos islâmicos.

A fraqueza que o estudo revela, por outro lado, é que praticamente nenhum outro discurso é um fenômeno global. Enquanto nós poderíamos dizer sem problemas que, na agenda do Papa Franciso, a crise migratória e as mudanças climáticas são temas centrais, nas primeiras posições do ranking não aparece nenhum porta-voz destas causas, exceto o próprio Francisco , obviamente, e o ativista russo dos direitos humanos, Garry Kasparov, que ocupa a terceira colocação.

Somente em décimo lugar se encontra o político e ativista climático, Al Gore. Stephen Hawking ocupa o décimo quinto lugar, um abaixo do filósofo Jurgen Habermas – e a etóloga Jane Goodall em décimo novo.

Não deixa de ser alarmante, desta forma, que temas como a crise dos refugiados, os contínuos ecocídios, os repentes do totalitarismo e a desigualdade econômica e social não sejam destaque nos primeiros lugares do ranking.

Para conferir o ranking, clique aqui.

Tags:
Bento XVICristianismomidiaPapaPapa Francisco
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia