Aleteia

Imaculada Conceição, padroeira dos Estados Unidos: a história do primeiro bispo católico americano

Compartilhar
Comentar

John Carroll, o primeiro bispo católico dos Estados Unidos, colocou a nação recém-nascida sob os cuidados da Imaculada

 

O ano era 1792. Não haviam passado vinte anos desde a Declaração de Independência dos Estados Unidos, e a recém-nascida nação já tinha seu primeiro bispo católico: o jesuíta John Carroll, que tinha sido nomeado prefeito apostólico dos Estados Unidos quando a Igreja Católica começava – muito discretamente – a criar raízes no nordeste do país. Em 1789, ele se tornou o bispo da primeira diocese católica americana: a diocese de Baltimore, em Maryland, que abrangia praticamente todo o território das antigas colônias inglesas. Logo, seria nomeado também administrador apostólico da Flórida e Luisiana.

Não parece casual que o bispo de Maryland (a “Terra de Maria”, se traduzíssemos para o português), que foi também – como bom jesuíta – fundador da Universidade de Georgetown, decidiu colocar o país sob a proteção da Virgem Maria, consagrando a nação à Imaculada Conceição, e iniciando também a construção da primeira catedral dos Estados Unidos, a Catedral da Assunção de Maria, que foi desenhada pelo arquiteto Benjamin Henry Latrobe, o mesmo que desenhou o Capitólio americano, considerado o pai da arquitetura do país. O bispo Carroll, que morreu em 1815, não viveu o suficiente para ver a conclusão da catedral, que teria começado a ser construída no ano de 1806.

Anos após a morte de Carroll, em 1847, o sétimo conselho de províncias de Baltimore reiterou o gesto que o bispo tinha começado seu episcopado, declarando a Virgem Maria, com o título “concebida sem pecado”, como a padroeira principal daquela terra. Depois disso, três Papas se encarregaram de construir um santuário para a padroeira da nação: o Papa Pio IX oficialmente proclamou a Imaculada padroeira dos Estados Unidos em 7 de fevereiro de 1847. Pio X iniciaria, em 1913, a construção do Santuário Nacional da Imaculada Conceição em Washington, D.C., dando inclusive uma contribuição monetária pessoal (simbólica) de US$ 400, e Pio XI doou um mosaico, ao mesmo Santuário, com a imagem da Imaculada Conceição, em 1923.

 

 

Compartilhar
Comentar
Temas deste artigo:
estados unidoseuapadroeira
Boletim
Receba Aleteia todo dia