Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 19 Janeiro |
Santo Arsênio de Corfú
home iconAtualidade
line break icon

Ditador da Coreia do Norte proibiu o Natal e mandou celebrar o nascimento da sua avó

© KNS / AFP

Daniel R. Esparza - publicado em 29/12/16

Kim Jong-Un substituiu o nascimento de Jesus pelo da “Sagrada Mãe da Revolução”

Pyongyang já foi o lar de mais cristãos que qualquer outra cidade da península coreana. Era até a sede episcopal da nação, quando as hoje separadas Coreias ainda eram um país unificado. Tudo mudou no início da década de 1950, quando as autoridades da então recém-criada Coreia do Norte decidiram suprimir oficialmente qualquer tipo de atividade cristã de culto, conforme ordena a ideologia comunista abraçada pela ditadura que se impôs àquele povo.


Estátua de Kim Il-sung

Leia também:
Coreia do Norte: religião é proibida, mas culto aos ditadores é obrigatório

Atualmente, vários grupos de defesa dos direitos humanos estimam entre 50 mil e 70 mil o número de cristãos confinados à prisão ou a campos de concentração na Coreia do Norte por simplesmente praticarem a sua fé.

Não é de todo estranho, em dezembro, ver algumas árvores de Natal em certas lojas de luxo e restaurantes de Pyongyang, mas elas são desprovidas de qualquer significado religioso e servem apenas como elementos decorativos sazonais. A celebração do Natal em si, como festa cristã, continua sendo terminantemente proibida pela ditadura comunista ateia da dinastia Kim.

Em 2016, o atual ditador Kim Jong-Un deu mais um passo na repressão ao espírito natalino: ele ordenou que, na noite de 24 de dezembro, o povo comemorasse o nascimento da sua avó, Kim Jong-Suk, uma guerrilheira comunista que combateu os japoneses e se tornou a esposa do primeiro ditador do país, Kim Il Sung. Ela teria nascido na véspera de Natal de 1919.

Morta em 1949 e descrita pela narrativa ditatorial norte-coreana como a “Sagrada Mãe da Revolução”, Kim Jong-Suk recebe hoje, em seu túmulo, homenagens florais impostas pela pressão do regime.

Para ler mais sobre o assunto, confira matéria da Fox News (em inglês).




Leia também:
Natal perseguido: 6 países em que o Menino Jesus é “proibido de nascer”

Tags:
AteismocomunismoditaduraIdeologiaNatalPerseguição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Pope Audience Wednesday
Vatican News
A importância de ir à Missa aos domingo, segundo o Papa Francisco
2
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias dos EUA
3
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
4
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo com o Padre Pio
5
BLESSED CHILD
Philip Kosloski
Cubra seus filhos com a proteção de Deus através desta oração bíb...
6
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
7
Aleteia Brasil
Foi com esta oração que um brasileiro obteve o milagre da Santa M...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia