Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Os efeitos da música no cérebro das crianças

© DR
Compartilhar

Deixar que as crianças se aproximem da música cria mais conexões entre neurônios

 

São muitas as vozes que apontam os benefícios de expor as crianças à música, inclusive no ventre. E, como em quase todos os assuntos que merecem atenção, algumas dessas vozes podem ter mais ou menos razão que outras.

No entanto, no que todas parecem concordar é que não há nada de mau, mas somente coisa boa, em dar às crianças a possibilidade de desenvolver um melhor sistema sensorial (isto é, de criar mais enlaces nas conexões entre neurônios) as expondo não só a ouvir música, mas interpretando-a, seja cantando ou aprendendo um instrumento.

Não são poucos os estudos que demonstram que as crianças que participam plenamente em atividades musicais melhoram não só a sua memória, sua atenção e sua concentração, mas, também, suas capacidades motoras e de raciocínio complexo.

Ouvir música durante a infância ajuda o cérebro das crianças a criar certos padrões. Na medida em que mais padrões cerebrais possam ser formados nas primeiras idades, há mais possibilidades de melhorar o desempenho das crianças, tanto nas atividades intelectuais como físicas.

Por exemplo, alguns estudos indicam que as crianças podem recordar melodias que ouviram desde os três meses de idade, e que associar essas músicas a determinadas tarefas podem ajudá-las a reproduzir com mais facilidade a tarefa feita.

Caso semelhante é o da compreensão e a linguagem. As crianças que escutam música podem processar informações mais rapidamente: a compreensão e a linguagem são auxiliadas pela capacidade de processar informações mais rapidamente.

Alguns dizem que isso ocorre pelo fato de que a capacidade de compreender e processar a linguagem se desenvolve na medida em que se pode compreender os vários sons que a linguagem falada cria. Portanto, as crianças que frequentemente estão expostas à música aprendem mais rapidamente a discernir, ouvir e identificar diferentes sons complexos, facilitando a compreensão da linguagem.