Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Quando Deus for despojando você de bens (e de males), converse com Ele com estas palavras…

Unsplash
Compartilhar

“Agora que deixaste o meu coração ao vento, eu ardo em desejos de falar contigo!”

Senhor! Agora que estás aqui, comigo; agora que, ao longo do caminho, foste me deixando mais leve de bagagem; agora que deixaste o meu coração ao vento, eu ardo em desejos de falar contigo!

Tu me chamaste, Senhor, e eu vim ao teu encontro de mochila cheia. Procurei seguranças: “ouro, prata, duas túnicas, bastão e sandálias”, mil sonhos de triunfo e de grandeza…

Mas, passo após passo, Tu foste me despojando de todas as minhas posses e misérias. Não deixaste sequer um instante de me chamar; derramaste sobre mim, Senhor, a tua ternura inquebrantável; me alicerçaste na Rocha que és Tu e acendeste a minha esperança.

Agora eu trago na mochila só o que Tu me dás, o que Tu fazes de mim. Agora eu recebo de tuas mãos a luz e o trabalho, a aventura da vida, a cruz e o pão de cada dia. Tudo é dom!

Agora que estás aqui, comigo; agora que, ao longo do caminho, foste me deixando mais leve de bagagem; agora que deixaste o meu coração ao vento, eu ardo em desejos de falar contigo!

_____________

Original em espanhol publicado pelo site Oleada Joven