Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Quem não quer ser demitido assim depois de 30 anos de trabalho?

Compartilhar

A emocionante despedida de um professor que está comovendo a internet

Juan Antonio Gonzáles Flores é um professor de espanhol de um colégio de Zufre (Huelva). Depois de 32 anos educando, pais de alunos, alunos e outros professores quiseram oferecer a ele uma despedida emocionante. Todo o colégio aplaudiu Juan Antonio.

Ele saiu muito emocionado do colégio pela última vez. E só agradeceu.

O trabalho do professor é mais que uma profissão; é uma vocação. Depois de mais de 30 anos dedicado à educação, ser demitido desta maneira é o melhor reconhecimento que alguém pode receber. Um exemplo que pode servir não só para os professores, mas para qualquer profissional.

Não se trabalha só por dinheiro. O reconhecimento dos seus pares, de quem está com você vale muito mais que qualquer benefício econômico. Por acaso alguém gostaria de ter uma despedida dessa?

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.