Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 26 Julho |
Santo Austindo
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

6 aninhos de coragem e amor: Antonietta Meo, a “Nennolina”, pode ser a santa mais jovem da Igreja!

Maria Paola Daud

Maria Paola Daud - publicado em 19/01/17

O câncer não a deixou chegar aos 7 anos, mas o amor por Jesus e Maria lhe deu forças para viver com incrível profundidade um desafio extraordinário

Antonietta Meo, chamada carinhosamente de “Nennolina”, poderá tornar-se a santa mais jovem da Igreja, excetuando-se os mártires: ela tinha apenas 6 anos de idade quando faleceu devido a um câncer. Nascida em 1930 numa família romana, era uma menina esperta, alegre, inquieta e de caráter forte, a quem as amiguinhas amavam e obedeciam.

Aos 5 anos, a pequena sofreu uma queda e machucou um joelho, que ficou consideravelmente inchado. Os dias passavam e a menina não melhorava. Os médicos, que no começo não entenderam a natureza do problema, acabaram diagnosticando osteossarcoma, ou câncer nos ossos, e tiveram de lhe amputar a perninha.

Nennolina passou a usar uma pesada prótese ortopédica, mas nunca se desanimou nem deixou de continuar brincando com as outras crianças apesar da muita dor que sentia.

Antes de aprender a ler e escrever, ensaiou suas primeiras palavras escritas com a ajuda da mãe: os nomes de Jesus e de Maria.

Depois, começou a escrever cartinhas para Jesus e Maria, cartinhas que chegaram a mais de uma centena e que revelam uma vida de união mística extraordinária e de surpreendente beleza.

Nennolina passou a escrever uma carta a cada noite e a colocava aos pés de Jesus crucificado. Falava à sua querida Nossa Senhora, ou “Madonna”, em italiano, com muito afeto e emoção:

Querida Madonnina, a senhora é tão boa! Pega o meu coração e leva para Jesus”.

Em sua idade tão curta, Nennolina compreendeu o sofrimento de Maria por seu Filho e escreveu:

Querido Jesus… Para ti, que sofreste tanto na cruz, eu quero oferecer muitas florzinhas e quero estar sempre no Calvário bem pertinho de ti e da tua mãezinha” (28 de janeiro de 1937).

Aos 6 anos, a menina começou a ir à escola com a prótese que lhe causava muitos transtornos e uma dor intensa, mas oferecia tudo a Jesus:

Cada passo que eu dou, que seja uma palavrinha de amor”, dizia.

No dia do aniversário da amputação, quis celebrar com um grande almoço e com uma novena a Nossa Senhora de Pompeia, porque foi graças a esse acontecimento que ela pôde oferecer seu sofrimento a Jesus.

Também aos 6 anos ela pediu receber a primeira Comunhão.

Embora a sua dor fosse ficando cada vez mais violenta, Nennolina parou de se lamentar. Uma enfermeira da clínica onde ela se tratava testemunhou:

Certa manhã, enquanto ela ajudava a enfermeira a arrumar o quarto, entrou o pai dela, acariciou a menininha e lhe perguntou: ‘Você está com muita dor?’. E Antonietta respondeu: ‘Papai, a dor é como o tecido; quanto mais forte, mais valor tem’. Seu eu não tivesse escutado isso com meus próprios ouvidos, não teria acreditado”.

Depois de um longo e atroz sofrimento, a pequena grande Antonietta Meo faleceu sem chegar aos 7 aninhos, em 3 de julho de 1937 – um sábado, dia da sua “Madonnina”. Seu corpo está hoje na Basílica da Santa Cruz, em Roma, na qual está representado, aliás, o Calvário de Nosso Senhor Jesus Cristo.

AS PALAVRAS DO PAPA BENTO

Em 17 de dezembro de 2007, o Papa Bento XVI a declarou venerável e, três dias depois, durante uma audiência com os jovens da Ação Católica, dedicou a ela estas preciosas palavras:

Alegrou-me que, alguns instantes atrás, tenham citado uma menina, Antonia Meo, chamada de Nennolina. Faz três dias que decretei o reconhecimento das suas virtudes heroicas e espero que, em breve, seja levada a bom termo a sua causa de beatificação.

Que exemplo tão luminoso nos deixou esta pequena coetânea de vocês! Nennolina, menina romana, em sua brevíssima vida —apenas seis anos e meio— demonstrou uma fé, uma esperança e uma caridade especiais, assim como as demais virtudes cristãs.

Embora fosse uma menina frágil, ela conseguiu dar um testemunho forte e robusto do Evangelho e deixou uma profunda marca na comunidade diocesana de Roma. Nennolina pertencia à Ação Católica. Vocês podem considerá-la como sua amiga, como um modelo no qual inspirar-se.

A sua vida, tão singela e ao mesmo tempo tão importante, demostra que a santidade é para todas as idades: para as crianças e para os jovens, para os adultos e para os idosos. Cada etapa da nossa vida pode ser propícia para nos decidirmos a amar Jesus a sério e segui-lo fielmente.

Em poucos anos, Nennolina atingiu o ápice da perfeição cristã que todos somos chamados a escalar; ela percorreu velozmente a estrada que leva até Jesus. Mais ainda: como vocês mesmos recordaram, Jesus é a verdadeira Estrada que nos leva ao Pai e à sua casa, a nossa casa definitiva, que é o Paraíso.

Como vocês sabem, Antonia vive agora em Deus e, do céu, está perto de vocês: sintam-na presente com vocês, nos seus grupos. Aprendam a conhecê-la e a seguir os seus exemplos”.

(Papa Bento XVI, audiência com os jovens da Ação Católica, 20 de dezembro de 2007)

Tags:
BeatificacaoBento XVIFilhossantidadeSofrimentoTestemunho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
5
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
6
CONFESSION, PRIEST, WOMAN
Julio De la Vega Hazas
Por que não posso me confessar diretamente com Deus?
7
Anna Gębalska-Berekets
O que falar (e o que não falar) a um ente querido com câncer
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia