Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 27 Setembro |
São Caio de Milão
home iconAtualidade
line break icon

Menino de 5 anos: “Agora vou morar com a minha tia. Lá tenho o meu quartinho. Não durmo mais no banheiro”

Pixabay - CC

Aleteia Brasil - publicado em 06/03/17

Ele é apenas uma das 144 crianças que são agredidas no Brasil POR DIA. 6 a cada hora.

A cada hora, 6 crianças brasileiras são agredidas. Não são casos “leves” – se é que alguém em sã consciência consegue mesmo imaginar um caso “leve” de agressão a uma criança. Os casos incluem espancamentos. Queimaduras propositais. E mutilações.

Segundo estimativas policiais, para cada caso denunciado, outros 10 ficam no anonimato. A situação real, portanto, é muito pior que o panorama já gravíssimo que se vislumbra hoje.

Cerca de 70% das ocorrências no país acontecem no espaço em que as crianças deveriam se sentir mais protegidas: dentro de casa.

Em alguns casos, a crueldade é tanta que as crianças não resistem e morrem.

Entre os casos chocantes documentados, não faltam aqueles cujo laudo aponta a “síndrome do bebê chacoalhado”: adultos criminosos, na maioria das vezes os próprios pais das vítimas, agridem crianças de menos de 1 ano de idade porque elas estão chorando. O resultado são coágulos na cabeça que as levam à morte.

O relevante projeto NÓS, do Diário Catarinense, abordou este panorama e destacou frases que nos deixam vislumbrar um pouco do mundo de medo e dor em que tiveram que viver essas crianças agredidas:

“Agora vou morar sempre com a minha tia-madrinha. Lá tenho o meu quartinho, a minha caminha. Não durmo mais no banheiro. Banheiro é só pra fazer xixi e tomar banho”
(relato de menino de 5 anos, durante atendimento psicossocial)

“Ele só dizia que a gente incomodava muito”
(criança tenta “explicar” os maus-tratos sofridos)

“Naquela madrugada, eu ouvi a aflição da criança, que dava gritos de desespero”
(relato de vizinha à polícia sobre sofrimento de uma menina)

“A morte vem te pegar. E vem de roxo”
(menina de 5 anos repete na delegacia a frase que ouvia do agressor)

A matéria do projeto NÓS, focada em especial no Estado de Santa Catarina, pode (e merece) ser conferida aqui.

Tags:
FamíliaFilhosViolência
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Vulcão Cumbre Vieja
Violeta Tejera
Vulcão Cumbre Vieja obriga pároco a evacuar capela às pressas
2
Maria Paola Daud
O dia em que Nossa Senhora parou a lava do vulcão Etna
3
Claudio de Castro
O Purgatório e o misterioso alarme das 3 da manhã
4
Oração católica para pedir chuva
Reportagem local
Existe oração católica para pedir chuva? Sim, e aqui vai ela
5
Gelsomino Del Guercio
Padre Pio tinha os estigmas, mas uma ferida secreta era mais dolo...
6
Padre Pio
Maria Paola Daud
3 orações a Padre Pio para pedir por uma causa urgente
7
PADRE PIO,I ABSOLVE YOU
Philip Kosloski
A poderosa oração de cura de São Padre Pio
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia