Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Julho |
Santa Marta
home iconReligião
line break icon

É normal sentir que um sem-teto faz tanto parte da cidade como uma estátua?, pergunta o Papa

Ronnie Chua

SNPCultura - publicado em 21/03/17

Quando estas coisas ressoam no nosso coração como normais - "a vida é assim... eu como, bebo, mas para arrancar um pouco do sentido de culpa dou uma esmola e sigo em frente" -, o caminho não vai bem

O Papa alertou para a indiferença culpável dos cristãos diante da pobreza e das situações aflitivas que milhares de pessoas vivem, quer em contexto urbano quer em ambiente de guerra.

«O que sentimos no coração quando vemos pela estrada e vemos os sem-abrigo, vemos as crianças sozinhas que pedem esmola – “Não, estes são daquela etnia que rouba…” -, sigo em frente?», questionou Francisco, citado pela Rádio Vaticano.

Na homilia da missa matinal a que presidiu, no Vaticano, o Papa perguntou à assembleia o que sente perante «os pobres, os abandonados, inclusive os sem-abrigo bem vestidos, porque não têm dinheiro para pagar a renda por estarem sem trabalho».

«Isto faz parte do panorama, da paisagem de uma cidade, como uma estátua, a paragem do autocarro, o posto dos correios, e também os sem-abrigo são parte da cidade? É normal, isto? Estai atentos. Estejamos atentos. Quando estas coisas ressoam no nosso coração como normais – “a vida é assim… eu como, bebo, mas para arrancar um pouco do sentido de culpa dou uma oferta e sigo em frente -, o caminho não vai bem», afirmou.

«Quando uma pessoa vive no seu ambiente fechado, respira esse ar próprio dos seus bens, da sua satisfação, da vaidade, do sentir-se seguro, confiando apenas em si mesmo, perde a orientação, perde a bússola e não sabe onde estão os limites»

A reflexão do papa baseou-se no trecho do Evangelho proclamado nas missas desta quinta-feira (Lucas 16, 19-31), que narra a parábola de um homem rico indiferente à fome de um pedinte, Lázaro, que jaz às portas da sua mansão.

Francisco comparou «a fecundidade do homem que confia no Senhor e a esterilidade do homem que confia em si mesmo», nas coisas que «pode gerir, na vaidade, no orgulho, nas riquezas», atitudes que conduzem a um «distanciamento» de Deus por uma «estrada escorregadia», dado que o coração do ser humano «é traiçoeiro, é perigoso».

«Quando uma pessoa vive no seu ambiente fechado, respira esse ar próprio dos seus bens, da sua satisfação, da vaidade, do sentir-se seguro, confiando apenas em si mesmo, perde a orientação, perde a bússola e não sabe onde estão os limites», como é evocado no Evangelho lucano.

O homem rico «sabia quem era aquele pobre, sabia-o», mas «não lhe importava. Era um homem pecador? Sim. Mas do pecado pode-se voltar atrás: pede-se perdão e o Senhor perdoa», acentuou o papa.

«O que sinto eu quanto, no telejornal [vejo que] caiu uma bomba num hospital e morreram muitas crianças?», insistiu o papa, para acrescentar: «Sou como aquele rico em que o drama de Lázaro, de quem tinham mais piedade os cães, nunca entrou no coração?». Se assim for, é uma atitude que está a fazer a estrada «do pecado à corrupção».

Continuando a referir-se à narrativa evangélica, que aponta para o eterno destino atormentado do rico e para a comunhão com Deus por parte de Lázaro, Francisco vincou que o coração do homem abastado «o levou por um caminho de morte, a tal ponto que não se pode voltar atrás».

«Há um ponto, há um momento, há um limite a partir do qual dificilmente se volta atrás: é quando o pecado se transforma em corrupção. E este não era um pecador, era um corrupto. Porque sabia das muitas misérias, mas era feliz e nada lhe importava», frisou.

«O que sinto eu quanto, no telejornal [vejo que] caiu uma bomba num hospital e morreram muitas crianças?», insistiu o papa, para acrescentar: «Sou como aquele rico em que o drama de Lázaro, de quem tinham mais piedade os cães, nunca entrou no coração?». Se assim for, é uma atitude que está a fazer a estrada «do pecado à corrupção».

A meditação terminou com a alusão à antífona da entrada na missa: «Sondai, Senhor, o meu coração. Vê se o meu caminho está errado, se eu estou naquele caminho escorregadio do pecado à corrupção, da qual não se pode voltar atrás. Normalmente, o pecador, se se arrepende, volta atrás; o corrupto, dificilmente, porque está fechado em si mesmo. Sondai, Senhor, o meu coração: que seja hoje a oração. E faz-me compreender em que caminho estou, em que caminho estou a andar».
(Via SNPC)

Tags:
Papa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira reza todos os dias às 3h ...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
CANDLELIGHT PROCESSION AND ROSARY
Elizabeth Zuranski
A oração escondida no fim da Ave-Maria
4
menino Lázaro curado câncer
Aleteia Brasil
Brasil: família testemunha cura de menino com câncer por interces...
5
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
6
Padre Zezinho
Reportagem local
Cura pela televisão é possível? Pe. Zezinho desmascara manipulaçõ...
7
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia