Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 28 Janeiro |
home iconPara Ela
line break icon

Você é feliz por ser uma mulher solteira? E você é grata por isso?

Anna Malec - publicado em 27/03/17

Você não precisa necessariamente de um companheiro em sua vida para viver bem

Se você está solteira e lendo isso, eu tenho duas palavras para você: Seja grata!

Ok, eu acho que sei o que você está pensando agora (porque eu estaria pensando a mesma coisa se alguém dissesse “ser grata” para mim): Por que diabos eu seria grata por ser solteira?

Não tenho ninguém para me acompanhar no casamento do meu primo. No meu aniversário, meus pais muitas vezes adicionam um desejo em voz alta enquanto eu sopro as velas: “… e que você finalmente encontre um marido”. Meus amigos estão organizando mais um chá de bebê e, quando eu compareço, casualmente me perguntam: “Você acha que vai se casar?”.

Então me perdoe se eu não estou pulando para cima e para baixo, dizendo: “Louvado seja Deus! Eu sou solteira!”.

Sim, esses são todos pontos muito válidos. Porque todos nós sentimos a dor de estar sem um parceiro às vezes.

Mas você também pode ser grata por estar sem uma relação amorosa, porque você pode usar seu tempo para cuidar de você. Então, ao invés de pensar em como se livrar desse rótulo de solteira, pense no que você pode fazer para conhecer melhor a si, suas necessidades e seus desejos.

A primeira ordem para essa jornada: passar a limpo o seu relacionamento com seus pais, aconselha Iga Glapińska, da Association of Christian Psychologists. Seu vínculo com seus pais é a primeira lição que você já teve nos relacionamentos, e esse vínculo influencia como você trata outras conexões em sua vida, românticas ou não. “Se você não examinar, mostrar apreço e encontrar a paz em um relacionamento parental, então você pode ter dificuldades [em outros relacionamentos] que você não vai saber como identificar mais tarde”, disse Iga Galapińska.

Encontrar “paz” em seu relacionamento com seus pais não significa, naturalmente, cortá-los ou quebrar os laços com eles. É sobre consciência.

Deixamos a nossa casa familiar com uma mala cheia de roupas e livros, geralmente ligados à faculdade ou outras aventuras, mas também levamos junto uma bagagem emocional. Essa mala está cheia de nossas lembranças boas e bonitas, bem como algumas coisas que preferimos esquecer. Iga Glapińska sugere que uma das maneiras de organizar o relacionamento com seus pais pode ser escrever uma carta, em que você agradece-lhes por tudo o que eles fizeram por você até agora. Você também pode acrescentar o que você gostaria que fosse diferente, ou mesmo um pedido de desculpas. A harmonia dentro desta “mala” emocional a ajudará a criar melhores limites entre sua vida e a vida de seus pais. E prepará-la para outros relacionamentos bem sucedidos no futuro.

Qual é o próximo? Pense nos outros relacionamentos em sua vida. Especificamente, pense sobre quando você teve quaisquer dificuldades com namorados, e que dificuldades a outra pessoa pode ter tido com você. Depois de uma pequena distância, você pode descobrir algo sobre si mesmo, diz Iga Glapińska. Mas, claro, isso soa mais fácil dizer do que fazer.

Willy Jurg, um psicanalista com quem falei, diz que formulou três princípios principais de uma relação que pode ajudar quando você pensa sobre seus ex-namorados:

  1. O primeiro é o princípio de igual valor dos parceiros: A ideia é tratar a outra pessoa na relação igualmente, decidir em conjunto os seus assuntos como um casal e falar abertamente sobre as coisas que são importantes para cada um de vocês.
  2. O segundo princípio é a capacidade de colocar fronteiras internas e externas. Willy Jurg recomenda comunicar abertamente as nossas necessidades e não apenas “superar” situações difíceis.
  3. O último princípio é um equilíbrio entre a regressão e o progresso, permitindo-se ser fraco às vezes, saber quando pedir ajuda de seu parceiro e receber a ajuda graciosamente, mas também saber como dar essa ajuda de volta com graça.

Ao pensar sobre esses três princípios, você começará a ver características definidoras sobre si mesmo e se sentirá mais confiante em quem você é, tanto dentro como fora de um relacionamento.

Em tempo de frustração única, acho que São Paulo tem bons conselhos: Ele provavelmente não estava pensando no mundo dos namorados quando escrevia aos Tessalonicenses, mas acho que suas palavras ainda são aplicáveis ​​às questões do coração: “Alegrai-vos sempre, orai sem cessar; em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. Não extingais o Espírito” (1Ts 5,16-19).

Essas palavras podem nos lembrar que viver sozinha, sem um noivo no horizonte, não precisa ser uma maldição. Em vez disso, podemos ver como uma oportunidade para construir um relacionamento com você mesma.

Por que esperar por outra pessoa para viver sua vida? Viva agora! Sua identidade não é “uma mulher solteira”, é como um ser humano… e alguém que tem muito a oferecer a este mundo.

Tags:
AmorMulherRelacionamento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Pe. Robson de Oliveira
Reportagem local
Processo contra pe. Robson está arquivado definitivamente, notici...
2
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
3
ROSARY
Reportagem local
Exorcista alerta sobre os perigos de "falar" com os mortos
4
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
5
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da missa
6
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
7
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia