Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Alimente o seu espírito. Receba grátis os artigos da Aleteia toda manhã.
Inscreva-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Como faço para que os outros parem de falar mal mim?

Compartilhar

Jesus perdoou seus agressores. Por favor, não guarde nenhum rancor

Dona Blanca chegou para desabafar comigo outro dia. Ela é uma senhora muito alegre, traz um sorriso alegre no rosto a todo tempo e um ou vários netos segurando no colo. Ela me faz bem, não só porque de vez em quanto me presenteia com um ou outro doce, mas também porque é muito ligada à Igreja e grande promotora da reza do Santo Rosário.

Mas quando a vi chegando, sabia que precisava de algo. Ela não trazia nem o sorrio nem os netos. E assim foi: “Padre, o senhor tem tempo para falar um pouco comigo?”

– Claro, filha! Diga.

– Olha, eu já não sei como fazer para que os outros parem de falar mal de mim. Ultimamente, têm me caluniado muito. Quando não é no trabalho, é com minhas noras ou meus vizinhos… Há seis meses inventaram no trabalho que eu estava deixando passar um dinheiro e me mudaram de área (ao menos não me demitiram). Na semana passada, uma vizinha chegou a dizer que eu saía com o marido dela…

Por ser sacerdote, percebo que há muito sofrimento por causa das pessoas que falam mal dos outros, ou que inventam coisas malvadas e terrivelmente mal intencionadas. Honestamente, não consigo compreender como é possível que, entre nós, existam pessoas que desejam mal ao próximo. Prefiro me consolar, pensando que não se dão conta do mal que fazem.

Depois de ouvir seu desespero por não poder fazer praticamente nada, eu disse a ela:

– Filha, lamento muito o que tem acontecido, me causa muita tristeza saber que não aprendemos que a língua mata. Jesus morreu porque várias pessoas plantaram sementes de maldade em torno dele.

– Tem razão, padre. É certo que nosso Deus sofreu na própria carne o desprezo, as más intenções das pessoas.

Fico maravilhado de saber como o bom Jesus segue nos ajudando quando descobrimos que Ele, na cruz, também está sofrendo. Por isso, fiz Dona Blanca se lembrar de Jesus:

– Eu a convido a pensar em Jesus agonizando na cruz, veja-o sofrendo por algo que ele não fez, pense em como Ele também foi acusado injustamente, mesmo sendo Ele o Deus em pessoa. Veja, principalmente, o Jesus humilde e carinhoso. Você se lembra das palavras de Jesus na cruz?

– “Senhor, perdoai-os porque eles não sabem o que fazem”.

Exatamente, filha. Aprenda com Ele, que perdoou seus agressores. Por favor, não guarde nenhum rancor nem deixe que a alegria de seu coração se apague ou permita que sua vida mude por causa do que os outros dizem. Você e Cristo sabem a verdade. Peça a Ele a fortaleza nestes momentos e lembre-se de que nas mãos de Deus tudo é mais fácil.

Depois de me agradecer, Blanca foi embora muito tranquila e eu senti a necessidade de ir visitar Nosso Senhor no sacrário. Ajoelhei-me diante dele e pedi que Ele chegasse ao coração de todas as pessoas que não percebem o dano que causam aos outros com suas palavras. “Tu, que tudo podes, ensina-nos a semear amor e boa vontade com nossas palavras e ações para vivermos em paz”.

E ali, de joelhos, senti como se Jesus me respondesse: “Tranquilo, todos os dias eu trato de enxugar cada lágrima e dar força a quem sofre por causa de injúrias e palavras mal- intencionadas; além disso, estou muito perto de quem fere com a boca, para que percebam que precisam mudar. Mas peço que sejam pacientes, meu tempo é diferente, mas perfeito. Ao final, todos mudarão…”

Irmãos e irmãs, conto esta anedota porque sei que vocês também têm sofrido calúnias. Aprendam com Cristo na Cruz. Ele será sua fortalezas e consolo. Deixem tudo nas mãos de Deus e tudo dará certo. Vocês confiam nesta promessa?

Padre Sergio
Artigo publicado originalmente em http://www.padresergio.org

 

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.