Aleteia

O que ninguém te conta sobre ter depressão e ansiedade ao mesmo tempo

Compartilhar
Comentar

É ignorar mensagens e recusar convites. E ficar ainda pior quando as mensagens e os convites deixam de vir.

[Nota do editor: a ansiedade e a depressão afetam cada pessoa de uma forma diferente — apesar disso, lidar com as duas ao mesmo tempo é extremamente comum. Quase metade das pessoas diagnosticadas com depressão também são diagnosticadas com um transtorno de ansiedade. Embora essa lista represente apenas uma experiência, esperamos que você encontre conforto em saber que outras pessoas podem estar passando pelo mesmo que você.]

 

1. É surtar com a ideia de tirar qualquer nota baixa em uma prova, mas não ter energia para estudar.

2. É ter que ficar na cama porque você não consegue se mexer, mas se martirizar com o pensamento do que pode acontecer se você faltar na escola ou no trabalho.

3. É se sentir mais cansado(a) quanto menos você se mexe, mas seu coração acelerar ao pensar em dar o primeiro passo.

4. É ficar incomodado(a) com a bagunça se acumulando, mas encará-la e pensar: “arrumo amanhã”.

5. É fazer seis milhões de listas de tarefas para clarear seus pensamentos, mas saber que você nunca vai de fato fazer qualquer coisa escrita nelas.

6. É acreditar que todo plano cancelado acabará com suas amizades, mas não ter forças suficientes para comparecer em nenhum.

7. É se sentir desesperado(a) porque você ainda está solteiro(a), mas cancelar qualquer encontro porque só pensamento de ir em um te dá palpitações.

8. É ter medo todo dia que seu(ua) companheiro(a) vai ficar de saco cheio e ir embora, e sua ansiedade sussurrar em seu ouvido que eles merecem mesmo algo melhor e deveriam ir.

9. É ignorar mensagens e recusar convites. E ficar ainda pior quando as mensagens e os convites deixam de vir.

10. É o medo constante de acabar sozinho(a), mas acidentalmente se isolar porque você às vezes você precisa se esconder.

11. É não querer mais nada além de se arrastar para casa e dormir às 14h, mas sua pulsação rápida e e assustada te acordar às 2h.

12. É alternar entre se sentir paralisado(a) no presente e ter medo do futuro.

13. É não aproveitar os dias bons porque você fica dominado(a) pela ansiedade e pelo pensamento de que a próxima crise está logo ali.

14. É dormir demais ou não dormir nada.

15. É precisar de umas férias dos seus pensamentos, mas não conseguir sair do poço sozinho(a).

16. É precisar fazer tudo, mas não querer fazer nada.

17. É ter mecanismos de sobrevivência e fuga, pois, quando você não está tentando se esconder de uma parte de seu cérebro, você está se escondendo da outra.

18. É pensar se as coisas que estão fazendo seu coração afundar são o que sua mente ansiosa inventou.

19. É ficar sentado(a) acordado(a) às 3 da manhã se preocupando com um futuro que você nem tem certeza que quer ter.

20. É sentir coisas demais e não sentir nada ao mesmo tempo, e ter a sensação de que você nunca vai conseguir melhorar.

Mas você pode. E você vai. Você não está sozinho.

Para saber mais sobre depressão e ansiedade, veja aqui e aqui.

Se você estiver lidando com pensamentos suicidas, você pode conversar com alguém do CVV pelo número 141, por chat, Skype, e-mail ou presencialmente. Veja como aqui.

 

(via BuzzFeed)

Compartilhar
Comentar
Boletim
Receba Aleteia todo dia