Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconEm foco
line break icon

A atual crise das drogas precisa de soluções. Será que encontramos uma?

Maykel Stone CC

John Burger - publicado em 26/04/17

Uma freira italiana pode ter uma resposta para a dependência de drogas

É uma história que, infelizmente, está se tornando cada vez mais familiar. “Kevin” tinha um diploma de uma universidade na Flórida e um bom trabalho em uma empresa de logística, quando ele sofreu uma lesão nas costas. Recebeu analgésicos prescritos, mas acabou descobrindo que não poderia viver sem eles. E então ele começou a usar coisas piores.

“Eu tinha um bom trabalho e tinha dinheiro para sustentar o meu hábito por um tempo, por isso não era evidente na minha família que eu estava usando pílulas e usando heroína”, disse ele. “Na faculdade eu bebi muito e usei drogas e isso causou problemas na minha vida e nos relacionamentos, mas foi quando eu comecei a usar heroína que eu realmente comecei a desenvolver uma verdadeira dependência de drogas, onde eu acordava e tinha que usar drogas todos os dias”.

Kevin acabou na prisão por assalto à mão armada. Afinal, ele tinha um vício de US$ 400 por dia para subsidiar. Um padre que o visitou regularmente sugeriu que ele entrasse na “Comunità Cenacolo” (Comunidade Cenáculo), fundada por uma freira italiana para ajudar jovens, homens e mulheres, a lutar contra a dependência do álcool e das drogas. No final de 2013, Kevin entrou na casa da Comunidade Birmingham, Alabama. É uma das quatro casas nos Estados Unidos que faz parte da Comunità Cenacolo internacional, fundada na Itália pela Madre Elvira Petrozzi em 1983. Casas operam em 18 países ao redor do mundo. Uma nova casa está prestes a abrir na Costa Rica, de acordo com Albino Aragno, que supervisiona as comunidades na América do Norte.

Os líderes da organização pediram que os nomes das famílias dos entrevistados não fossem usados ​​neste artigo.

O abuso de drogas tem sido um problema há muito tempo, e não conhece fronteiras nacionais. Os Estados Unidos, por exemplo, enfrentam um aumento particularmente acentuado no número de pessoas viciadas em opioides, tanto legais quanto ilegais.

Como Christopher Caldwell observou em um artigo recente publicado na First Things, 52 mil americanos morreram de overdose em 2015 – “cerca de quatro vezes mais dos que morreram em homicídios com armas e metade do número de mortos em acidentes de carro”.

Comunità Cenacolo não trata exclusivamente de toxicodependentes. “Quase todos nós somos viciados em drogas”, disse Kevin, 35, “mas alguns têm lutas de vida, ou eles precisam recuperar sua vida espiritual”.

E o Cenáculo não tem profissionais médicos ou conselheiros na equipe para conduzir viciados e alcoólatras através de um método particular de tratamento. Madre Elvira refere-se ao Cenáculo como uma “escola de vida”, focada no trabalho, na oração e na partilha interpessoal.

“Propomos um estilo de vida familiar, simples e disciplinado, baseado na redescoberta dos dons essenciais da oração e do trabalho (“ora et labora”), verdadeira amizade, sacrifício e fé em Jesus”, explica o site da organização.

“A espiritualidade da Comunidade está centrada na Eucaristia e na Mãe Santíssima. O dia é estruturado em torno de momentos de oração (Adoração Eucarística, Liturgia das Horas, Rosário), trabalho, partilha profunda sobre a própria vida à luz da Palavra de Deus, recreação e tempos de celebração. Acreditamos que a vida cristã em sua simplicidade e plenitude é a verdadeira resposta a cada inquietude no coração humano e que, no encontro vivo com a Misericórdia de Deus, o homem renasce em esperança e é libertado das correntes que o escravizaram,descobrindo, assim, a alegria de ser amado e de amar os outros”.

  • 1
  • 2
  • 3
Tags:
DepressãoDrogasVícios
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia