Aleteia

Jornalista muçulmano boquiaberto: viúva de mártir cristão dá testemunho impactante de perdão

Compartilhar
Comentar

"Os cristãos egípcios são feitos de aço", declara o apresentador, com admiração indisfarçável

Dois covardes atentados cometidos pelo grupo terrorista Estado Islâmico no último Domingo de Ramos contra duas igrejas cristãs coptas no Egito deixaram quase 50 mortos e mais de 100 feridos, inclusive crianças.

O atentado espantou o mundo, mas, passados alguns dias, outro fato relacionado vem espantando o Egito – só que, agora, positivamente.

Naseen Faheemera é a viúva de um dos cristãos vitimados pelo ódio religioso. Seu esposo era custódio da catedral de Alexandria, um dos dois templos atingidos. Durante uma entrevista à televisão egípcia, Naseen deu um testemunho extraordinário ao declarar que não guarda ódio nem rancor dos assassinos e, indo além, os perdoa e reza por eles.

“Meu marido não está mais aqui”, disse a viúva, acrescentando que pede a Deus que perdoe os terroristas e que os ajude a pensar no que fizeram.

“Pensar, pensar. E, se pensarem, compreenderão que nós não fizemos mal nenhum contra eles. Pensem no que vocês estão fazendo: está certo ou errado? Que Deus os perdoe. Vocês levaram o meu esposo a um lugar que nem podiam sonhar: podem acreditar que eu estou orgulhosa dele e desejaria ter estado lá, ao lado dele”.

Acompanhada pelos dois filhos, ainda visivelmente abalados, a mulher causou indisfarçável impacto no jornalista apresentador do programa, Amr Abid, um rosto famoso no país de maioria islâmica. Amr, que é muçulmano assim como 90% dos egípcios, manifestou publicamente a sua surpresa e admiração diante das palavras da mulher. Ele afirmou para todo o país:

“Os cristãos egípcios são feitos de aço. Há centenas de anos, os cristãos no Egito suportam atrocidades e tragédias. Amam profundamente o seu país e suportam tudo por esta nação. Quanta capacidade de perdão eles têm? Se os seus inimigos soubessem o tamanho da sua capacidade de perdão, não conseguiriam acreditar! Se tivesse sido com o meu pai, eu não conseguiria dizer isso. Essas pessoas perdoam tanto! É a sua fé, são as suas convicções religiosas. Eles são feitos de uma massa diferente. Que Deus acolha esse herói, esse mártir e o melhor exemplo para todos nós. Este país avança com paciência, com perseverança e com resistência, graças a esta grande mulher e aos seus filhos, criados para ser verdadeiros homens”.

Impossível não recordar os depoimentos atônitos dos pagãos diante do testemunho quase inacreditável dos primeiros cristãos, que, mesmo humilhados e perseguidos até o martírio, amavam e perdoavam os seus perseguidores a ponto de fazê-los reconhecer:

“Vede como eles se amam!”

Será que o mundo poderia dizer o mesmo de todos nós, cristãos de 2017?

 

O vídeo

Confira o vídeo com o testemunho de Naseen e a admiração declarada de Amr Abid:

 

Se não conseguir visualizar o vídeo nesta página por causa das configurações do seu navegador, clique aqui para vê-lo no Facebook.

Boletim
Receba Aleteia todo dia