Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 16 Janeiro |
home iconEspiritualidade
line break icon

A santidade está ao alcance de todos e exige apenas uma coisa

Tim Graham/Getty Images

AASCJ - publicado em 09/05/17

"A alma não se santifica em um dia. A vida inteira é concedida com este fim"

Para se santificar, a alma só tem necessidade de boa vontade. Guardá-la intacta e devolvê-la sem cessar, tal deve ser o fim constante e único de sua vida.

A boa vontade, dizia Santo Alberto Magno, supre tudo, está acima de tudo”.

A boa vontade entrega o homem inteiro a Deus, por um ato muito simples de amor; abandona o passado à sua misericórdia; confia o futuro à sua bondade  e só reserva para si o presente para santificá-lo.

A boa vontade é uma orientação, em tudo, do homem para Deus, uma coordenação de todas suas faculdades para ele; uma restauração da harmonia entre a criatura e o Criador, uma volta amorosa do filho para seu Pai celeste.

Ela é uma resolução generosa da alma, de se consagrar à glória do divino Mestre e de procurar o bem do próximo na medida de suas forças. 

Ela é uma renúncia completa de tudo aquilo que está em desacordo com a ordem divina; um sacrifício de todo interesse próprio, um esquecimento inteiro e uma despreocupação constante de si mesmo.

Essa boa vontade conserva-se a mesma tanto na aridez e penúria quanto na consolação e abundancia; na tribulação e inquietação, como na paz e tranquilidade, nos embaraços e multiplicidade de ocupações, como na doçura e gozos na oração.

Seu ato é movimento simples do coração que se entrega por completo, disposto a tudo aceitar, a tudo sofrer, desde que o divino beneplácito lhe seja manifestado.

A boa vontade permanece sincera, não obstante as fraquezas e inconstâncias da alma, as faltas veniais passageiras, as quedas ofensivas do amor próprio.

A alma não se santifica em um dia.

A vida inteira é concedida com este fim. 

Depois de cada recaída, a vontade entrega-se com simplicidade a Deus, mais uma vez abandona-se humildemente a ele, até que se ache fixada definitivamente nele.

A boa vontade não depende da vivacidade da imaginação, da penetração da inteligência, das qualidades naturais do coração, das vantagens da fortuna, da situação ou do nascimento.

Ela é um ato especialmente espiritual da livre vontade, um movimento simples para Deus, um olhar amoroso para ele.

Está no poder de todo o homem que tem uma vontade livre e que é ajudado pela graça.

A santidade é acessível a todas as almas.

A santidade está ao alcance das almas mais simples e mais ignorantes. Deus não quereria que um coração sincero não pudesse encontrá-lo. Uma misteriosa atração inclina-o para as almas retas. Desde que descobre uma dessas almas, ele a reserva para si e faz dela sua morada de predileção.

Conta assim almas de escol em todas as condições, sobretudo na classe dos humildes e pequenos.

Essas almas puras têm sobre o Deus de infinita pureza um poder irresistível: elas prendem e obtêm assim tudo o que desejam.

Se, para lhes agradar, o Senhor tem que fazer milagres, ele os faz.

Ele disse um dia à Santa Teresa: “Se eu não tivesse instituído a Eucaristia, eu a instituiria hoje para ti”.

Ele agiria do mesmo modo para cada alma pura.

Deus não quis que o caminho que conduz à santidade fosse coberto de obstáculos e eriçado de dificuldades. Quanto mais uma coisa é necessária à vida natural do homem, mais esta coisa lhe é dada em abundância. O que é mais necessário do que o ar que respiramos ou a terra que nossos pés pisam, mas também, o que de mais comum? O que há de mais indispensável do que a respiração, porém, o que há de mais fácil?

A vida da alma é bem mais importante que a do corpo. Razão pela qual Deus a tem prodigalizado. O ar que nossa alma respira é a graça que nunca é negada a quem a pede; a terra que ela pisa é a divina vontade que se não esconde nunca sob seus passos; sua respiração é o ato de amor que brota espontaneamente da boa vontade. Neste amor, Deus resumiu toda a perfeição.

Toda nossa perfeição, diz Santo Afonso, consiste no amor do nosso Deus infinitamente amável”.

É a caridade que une a alma à Santíssima Trindade, que orienta para ela todas as faculdades do homem; com todos os seus atos até o menor, até o último, que comunica a todas as ações a sua grandeza, sua nobreza e seu mérito.

Somos almas de boa vontade? Quem não quereria ser deste número? Neste caso, prestemos atenção à voz do Senhor, esqueçamos nosso povo e a casa de nosso Pai, quer dizer, desapeguemos nossos corações das coisas da terra e sigamos a Jesus Cristo.

Perguntemos a Ele humildemente: “Mestre, onde habitais?” Ele nos responderá: “Vinde e vede”.

Ele nos introduzirá na sua própria habitação, no santuário de seu amor; admitir-nos-á no conhecimento de seus inefáveis segredos; ligar-nos-á por laços tão suaves e tão forte que nos será impossível quebrá-los.

Fonte: livro “A Boa Vontade” do Rev. Pe. José Schrijvers (Via Associação Apostolado do Sagrado Coração de Jesus)

Tags:
santidadeValores
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia