Aleteia

Família brasileira que viveu milagre dos pastorinhos vai falar aos jornalistas

Compartilhar
Comentar

Identidade da criança miraculada continua preservada

O Santuário de Fátima informou que a família da criança miraculada por intercessão dos pastorinhos vai falar à imprensa nesta quinta-feira, 11 de maio, às 15h00.

O encontro, na sala de imprensa do santuário, é o primeiro momento da participação nas cerimónias de canonização de Francisco e Jacinta Marto da criança brasileira curada num caso reconhecido como milagre pelo Papa.

A cura representou a etapa final no processo de canonização dos dois videntes.

A identidade da criança, por ser menor, e pormenores exatos da cura “estão sob reserva”.

O reconhecimento de um milagre realizado depois da beatificação é um processo da competência da Congregação para a Causa dos Santos, regulado pela Constituição Apostólica ‘Divinus Perfectionis Magister’, promulgada por João Paulo II em 1983.

O decreto saído da Congregação, declarando santos os dois beatos, foi então submetido à aprovação do Papa Francisco, o que aconteceu a 23 de março deste ano.

O caso considerado como milagre que abriu caminho à canonização dos beatos Francisco e Jacinta Marto, que vão ser declarados santos a 13 de maio, em Fátima, relaciona-se com a queda de uma criança, que ficou em coma.

A página brasileira da Rádio Vaticano reproduziu um artigo da vaticanista Stefania Falasca, do jornal católico italiano ‘Avvenire’, na qual a também vice-postuladora da causa de canonização de João Paulo I adianta que a criança estava em casa do avô, brincando com uma irmã, quando caiu por acidente de uma janela, de cerca sete metros de altura, “sofrendo um grave traumatismo crânio-encefálico, com a perda de material encefálico”.

“Milagrosamente, após três dias, a criança recebeu alta, não sendo constatado qualquer dano neurológico ou cognitivo”, acrescenta a informação.

A postuladora da causa de canonização dos Beatos Francisco e Jacinta Marto, irmã Ângela Coelho, tinha referido à Agência ECCLESIA que o milagre necessário para a canonização, após a beatificação de 13 de maio de 2000, tinha “todas as condições” para ser validado.

 

Via Agência Ecclesia

Compartilhar
Comentar
Boletim
Receba Aleteia todo dia