Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 13 Abril |
São Martinho I
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

Quando o abraço da mamãe é mais forte do que a morte

Família Ogg

Aleteia Brasil - publicado em 11/05/17

Os médicos declararam a morte do bebê prematuro. Mas o amor, a vida e um abraço de 2 horas discordaram dessa opinião "técnica"!

Os pequenos gêmeos australianos Emily e Jamie Ogg nasceram prematuros. Enquanto a menininha resistiu ao parto complicado, o menino, após 20 minutos de aparente fracasso na luta pela vida, foi declarado morto pelos médicos.

Nascido na 27ª semana de gestação, com apenas 900 gramas, Jamie foi entregue à mãe, Kate, e ao pai, David, para se despedirem do filhinho que mal acabara de vir à luz.

Quanto recebeu a notícia trágica, a mamãe desenrolou um cobertor para envolver o pequeno, colocou-o próximo ao seu peito e, emocionada, começou a conversar com ele enquanto o abraçava. Kate não conseguia se separar do filhinho. Foram nada menos que duas horas de abraço; duas horas de um abraço que ela queria que jamais acabasse.

Ao longo desse tempo em que a mamãe acariciava o filho “morto” e conversava com ele, Jamie começou, inexplicavelmente, a demonstrar sinais de vida!

Foi então que a mãe colocou um pouco do próprio leite materno em seu dedo e com ele tocou nos lábios do menininho, que se pôs a chorar!

“Nós estávamos tentando convencê-lo a ficar. Eu contei a ele qual ia ser o nome dele, contei que ele tinha uma irmãzinha gêmea. E, de repente, ele começou a ofegar e abriu os olhinhos! Ele respirava enquanto segurava no dedo do Dave”, relatou Kate ao jornal britânico Daily Mail.

Para essa mãe que se recusou a perder o filho tão facilmente para a morte, o contato com a pele foi vital para a reação de Jamie. E esse método tem nome: “mãe canguru”. As mães acabam agindo como “incubadoras humanas” e o seu contato de pele mantém o bebê aquecido. Normalmente, o método é usado com bebês de baixo peso, evitando o risco de infecção nas incubadoras tradicionais.

Embora se trate de um método cuja eficácia já é comprovada, o caso específico de Jamie desafiou – e continua desafiando – a compreensão dos médicos, porque o bebezinho tinha chegado a ser de fato declarado morto. Ele permaneceu inerte durante duas longas horas até finalmente “reviver”! O que aconteceu? O que teria acontecido se a mamãe tivesse se rendido de imediato à declaração dos médicos?

Há muito a se levar em conta neste caso impressionante. E uma das lições mais claras é que, muitas vezes, a vida só precisa de mais uma chance e o frágil só precisa de mais um abraço.

E quer saber como estão Jamie e sua irmãzinha Emily hoje?

Família Ogg

Família Ogg
Tags:
BebêsMaternidadeVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
PRINCE PHILIP
Cerith Gardiner
11 fatos interessantes sobre o falecido príncipe Philip
2
Jim Caviezel
J-P Mauro
Jim Caviezel fez o que pode ser considerado um dos maiores discur...
3
DIVINE MERCY
Reportagem local
Como obter indulgência plenária no Domingo da Divina Misericórdia...
4
CARDEAL RANIERO CANTALAMESSA
Francisco Vêneto
Desobediência à Igreja dilacera a fraternidade católica, diz preg...
5
Reportagem local
Santo Sudário, novo estudo: “Não é imagem de morto, mas de ...
6
LOVE AND MERCY FILM
Aleteia Brasil
O filme sobre Santa Faustina e a Divina Misericórdia já está disp...
7
Pe. Gabriel Vila Verde
Reportagem local
Ditadores proibiram missas ao longo da história, recorda pe. Gabr...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia