Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 04 Agosto |
São João Maria Vianney
home iconEstilo de vida
line break icon

O encanto das avós: duas vezes mães

Phovoir/ Shutterstock.com

María Verónica Degwitz - publicado em 12/05/17

Elas têm um amor desinteressado, fruto da experiência de quem ama em dobro

Sentar-se e ouvir com calma os casos e as histórias de tempos antigos, aprender a cozinhar por essas mãos de pele enrugada, a pregar um botão, ouvir músicas de outra época ou ver fotos antigas de parentes que nunca conhecemos. Estas são atividades de que nunca vamos nos esquecer, pois elas nos aproximam da figura mais doce de nossa história: a avó.

Ela sempre vai conquistando seu espaço em nossos caminhos e, pouco a pouco, se transforma em âncora de nossa vida: a avó nos dá o sentido de pertinência (que tanto nos faz falta), nos ensina de onde viemos e como somos, nos ajuda a encontrar nossa identidade nesta fonte inesgotável de experiência e de vida. Sempre com o carinho e o amor de quem nos ama em dobro, ou seja, como avó e como mãe.

As avós têm um misto de ternura e disciplina que os pais raramente conseguem alcançar. Elas já criaram, erraram, caíram, levantaram. A experiência e o tempo ensinaram-lhes a escolher as batalhas e a não abdicar do que é verdadeiramente importante. Mas também ensinaram que a paciência é uma virtude importante na educação, e que, com amor, tudo fica mais fácil.

Devemos defender com unhas e dentes a necessidade de nossos filhos passarem um tempo com as avós. São tempos para aprender muitas coisas, mas também para se doar ao outro, para ter paciência com quem caminha mais lentamente ou que não vai no ritmo vertiginoso de nossos filhos. São momentos também de mimos e carinhos, de deixá-las desfrutar desse tempo com seus netos.

Precisamos aproveitar de nossas avós, de suas fontes de conhecimento, de suas experiências e de sua sabedoria, que são um tesouro para as famílias. Precisamos também saber absorver os conselhos delas, ouvir suas histórias, aprender as receitas e apreciar as pausas que elas nos obrigam a fazer.

E tomara que nossos filhos tenham a sorte de conviver muito tempo com as avós, para que sintam na própria carne o amor desinteressado de quem ama em dobro. Porque só a avó pode ser duas vezes mãe.

Tags:
AmorFamíliaMaternidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosam...
2
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
3
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
4
MAN
Reportagem local
Oração da noite para serenar o espírito e pacificar a ansiedade
5
Pe. Edward Looney
Padre revela: por que sempre levo água benta comigo ao viajar
6
sacerdotes
Reportagem local
Suicídio de sacerdotes: desabafo de padre brasileiro comove as re...
7
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia