Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
home iconEspiritualidade
line break icon

Como Jesus transformou as humilhações em amor, serenidade e ternura?

Sergio Argüello Vences - publicado em 15/05/17

Veja quanto amor existe no rosto dele

Na Sexta-feira Santa, fiquei impressionado com a crueldade com que tratavam quem encenava Jesus. O caminho que escolheram para a Via Sacra era realmente pesado. Eu mesmo já não aguentava meus pés, o calor estava fazendo-me sofrer. Coloquei-me a pensar no jovem que estava no lugar de Cristo. Eles o golpeavam fortemente. Aliás, as pessoas que representavam os soldados o fizeram muito bem, com gritos e humilhações.

Depois, dei-me conta de que a verdadeira crucificação deve ter sido atroz. Não posso imaginar quanta dor, tormentos, humilhações, grosserias, vaias e demais insultos que o Nosso Senhor recebeu. Senti um calafrio terrível. Neste momento, virei-me para ver Jesus e ele me surpreendeu com seu rosto tão sereno. Ele nos olhava com ternura e com compaixão.

Seu olhar me comoveu muito. E eu lhe perguntei: meu bom Jesus, a pesar de terem te chamado de louco e de o senhor ter morrido de uma forma tão cruel, como o senhor fez para não se amargar e não se deixar envenenar por tudo o que o senhor padeceu? Como transformou essas humilhações e tormentos em amor, serenidade e ternura?

E basta olhar para nosso interior ou voltar o olhar ao nosso redor para descobrir que a dor e o sofrimento têm feito muita gente sofrer.

Encontramos pessoas que foram feridas, mas que não aprenderam a perdoar e, agora, têm um coração que, de tão duro, não consegue sentir nem o amor, nem a ternura, nem a felicidade. Levantaram muros enormes, cujas bases são o rancor ou o medo, e ninguém pode cruzá-lo. Diante da menor provocação, encontram veneno suficiente para manter a amargura e o ressentimento que continuam secando suas almas.

Por outro lado, para outras pessoas – como Jesus –  as dores e as humilhações, embora tenham feito sofrer, não envenenaram a alma; pelo contrário: essas pessoas se transformaram e se tornaram mais compreensivas, amáveis, melhores. Então, o que essas pessoas têm de diferente?

Como padre, percebo que as pessoas mais espiritualistas, mais próximas a Deus e à Igreja podem se soltar mais facilmente das garras da amargura.

É verdade que conheço pessoas que sofreram muito, que fizeram outras padecer , que tiraram tudo delas e que as abandonaram. Essas pessoas teriam muitas razões para viver ressentidas. Mas a fé e a confiança que elas têm em Deus as mantém serenas…

E, ao olhar Cristo na cruz, eu tenho a certeza: as pessoas mais próximas a Deus, aquelas que compreendem bem a sua entrega, podem transformar todos os seus sofrimentos em amor.

Eu continuava vendo o rosto de Cristo. E senti que ele queria me dizer algo:

– Eu vim para lhes ensinar o caminho. Mas muito me aflige o fato de alguns permitirem que as dores, as humilhações e os sofrimentos lhes causem tanto dano, e que se deixem envenenar por isso. Sinto muita tristeza pelos que deixam suas vidas ficarem secas, sem amor, sem alegria. Mas o que mais me dói é quando quem sofreu agora faz sofrer. Gostaria que eles voltassem a me ver na cruz e aprendessem que sou manso e humilde de coração. Queria que eles aceitassem suas feridas e descobrissem que, através delas, eu posso entrar em seus corações e, dali, curá-los e reconstruir toda a sua vida.

– Meu Jesus, lamento muito por te fazer sofrer. Eu mesmo muitas vezes já me deixei contaminar. Mas hoje, ao te ver transformar todos os teus sofrimentos em amor e salvação, ao contemplar teu olhar tão doce te prometo suavizar meu coração para soltar tudo o que me causa prejuízo. Quero deixar meu interior somente para Ti, para que me salves da amargura e do ressentimento.

Depois deste diálogo com meu Senhor, parecia que o sol e o cansaço já não me afetavam mais. Agora só é preciso que as feridas que estão aqui no meu coração e no seu, querido leitor, deixem de nos fazer sofrer. Peçamos a Deus que venha logo e cure nosso coração dolorido. Amém.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
JesusPerdão
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia