Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 27 Julho |
São Galactório
home iconReligião
line break icon

Afinal, de onde veio o diabo?

Godong___Photononstop_AI

France, Paris, Snake symbolising temptation.

Aleteia Brasil - publicado em 17/05/17

Há três possíveis respostas

Desde sempre, o homem se pergunta:

Mas como é possível que, num mundo tão maravilhoso, criado por um Deus tão bom, possa existir o diabo, estragando o universo com a sua maldade?

São três as possíveis respostas.

1 – Mito

A primeira resposta é aquela do mundo da crítica, ao sustentar que a história do diabo nada mais é que um conto mitológico para explicar o mal, a doença e a morte que nos rodeiam. De acordo com os que assim pensam, o diabo não existe como ser pessoal, mas apenas na mente dos ignorantes.

2 – Dois “deuses”, um bom e outro mau

Outros pensam que o diabo sempre existiu como um princípio oposto a Deus. Existiriam, segundo essa ideia, dois deuses: um bom e o outro mau, sempre em oposição um ao outro. Várias religiões antigas sustentam essa ideia, mas ela é contrária ao que encontramos na Bíblia: segundo a Bíblia, tudo o que foi criado está sob o domínio de um único Deus.

3 – O anjo livre que se rebelou

A terceira possibilidade – que é a doutrina baseada na Bíblia e no Magistério da Igreja – é que Deus criou todo o universo, com tudo o que é espiritual e tudo o que é material. No princípio, tudo era bom, já que nenhum mal pode vir de Deus. O próprio diabo era um anjo repleto de dons e beleza, mas, usando da liberdade que Deus concedeu a todos os seres dotados de inteligência, deixou-se encher de arrogância e rebeldia e voltou-se contra Deus. Eis a explicação fundamental para o mal: a ausência do bem, originada por uma voluntária rejeição do bem, com todas as consequências que daí surgem. Deus não “criou” o mal como resultado querido de sua obra: ao nos amar tanto, a ponto de fazer-nos livres para escolher entre aceitar ou rejeitar o bem, Deus permitiu que nós mesmos, suas criaturas boas, pudéssemos renunciar ao bem, que é gratuito e nunca imposto, causando assim o mal, que é precisamente a ausência desse bem. Se tudo foi criado e permitido por Deus, é correto afirmar que também o mal só existe porque Ele permite – mas não como algo diretamente desejado por Deus, e sim como algo possível que decorre das escolhas feitas pelas criaturas livres; entre elas, os anjos, e, entre os anjos, aqueles que se rebelaram, como o diabo.

São João, no livro do Apocalipse, nos fala da batalha entre o Arcanjo São Miguel e Lúcifer:

E houve batalha no céu; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos; mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos céus. E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada diabo e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra e os seus anjos foram lançados com ele (Ap 12, 7-9).

Outro texto apresentado com frequência como referência à origem de Satanás é encontrado em Ezequiel. O texto se refere ao rei de Tiro, mas costuma ser interpretado como alusão à queda de Satanás:

A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos: filho do homem, entoa um cântico fúnebre sobre o rei de Tiro e dize-lhe: Eis o que diz o Senhor Javé: Eras um selo de perfeição, cheio de sabedoria, de uma beleza completa. Estavas no Éden, jardim de Deus, estavas coberto de gemas diversas: sardônica, topázio e diamante, crisólito, ônix e jaspe, safira, carbúnculo e esmeralda; trabalhados em ouro. Tamborins e flautas estavam a teu serviço, prontos desde o dia em que foste criado. Eras um querubim protetor colocado sobre a montanha santa de Deus; passeavas entre as pedras de fogo. Foste irrepreensível em teu proceder desde o dia em que foste criado, até que a iniquidade apareceu em ti. No desenvolvimento do teu comércio, encheram-se as tuas entranhas de violência e pecado; por isso eu te bani da montanha de Deus e te fiz perecer, ó querubim protetor, em meio às pedras de fogo. Teu coração se inflou de orgulho devido à tua beleza, arruinaste a tua sabedoria por causa do teu esplendor; precipitei-te em terra e dei com isso um espetáculo aos reis (Ez 28, 11-17).

São Paulo também alude à queda do diabo por sua soberba:

“…não aconteça que, ofuscado pela vaidade, venha a cair na mesma condenação que o demônio” ( I Timóteo 3, 6).

Ainda sobre as origens do diabo, o teólogo patrístico Orígenes afirma:

“Com relação ao diabo e seus anjos e os inimigos poderosos, o ensinamento da Igreja atesta que estes seres realmente existem; mas não sabemos claramente como eles são. A opinião comum, no entanto, é a de que o diabo era um anjo e, devido ao fato de ter-se rebelado, atraiu para si um grande número que o seguiu; e estes, mesmo hoje, são chamados de seus anjos”.

___________

Adaptado de original de:

RODRIGUES, Rafael. De onde veio o Diabo? Disponível em: http://www.apologistascatolicos.com.br/index.php/doutrina-teologia/demonologia/461-de-onde-veio-o-diabo – Desde: 07/11/2011.

Tags:
AnjosDemônioMal
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
5
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
6
CONFESSION, PRIEST, WOMAN
Julio De la Vega Hazas
Por que não posso me confessar diretamente com Deus?
7
Anna Gębalska-Berekets
O que falar (e o que não falar) a um ente querido com câncer
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia