Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 16 Maio |
Santo Elesbão (ou São Caleb de Axum)
home iconPara Ela
line break icon

Por que os pais modernos estão tão sobrecarregados e esgotados?

© luminaimages / Shutterstock

Ellen Willson Hoover - publicado em 28/05/17

Em parte porque as altas expectativas podem arruinar praticamente tudo

Não há nada como uma pequena comprovação, certo? A mais recente pesquisa revela o que muitos de nós já sabiam: muitos pais estão consideravelmente estressados ultimamente. E, muitos de nossos filhos também. Mas o que aconteceu? Em vez de ser uma geração elegante, revolucionando a paternidade e a infância com um clique, muitas vezes nós somos aquela bagunça que está atrasada para a festa e não levou um presente. Aqui está o porquê, e não é tudo culpa nossa:

  1. Sobrecarga de informação

A internet e a informação na ponta dos dedos nos obrigam a pesquisar tudo sobre nossos filhos – escolas, alimentos, doenças, brinquedos, acampamentos de verão etc. É um buraco de coelho nos enviando para terras cheias de opiniões e fatos ferozmente divergentes. Mesmo se você não é obsessivo, eu acho que todos ficaríamos chocados com a quantidade de tempo que os pais gastam fazendo uma pesquisa. O esforço não é todo desperdiçado, mas é hora de nossos pais usarem esse tempo para coisas como dormir uma noite decente.

  1. Foco extremo no ensino (ou pelo menos na aparência dele)

Na maioria das escolas, os pais olham todas as minúcias do ensino das crianças. Espera-se que verifique regularmente os sites e portais da escola, e se Junior se esquecer de uma tarefa, os pais tomam parte da vergonha porque deveríamos saber! Além disso, o ensino médio parece ser a nova universidade. Nos dizem que se nós não estivermos dirigindo (forçando) nossos filhos, eles não conseguirão entrar em uma faculdade boa. O que significa que sua vida inteira será inútil e triste, de acordo com a sabedoria convencional. E então nós nos esforçamos para pagar por aquela escola de preparação cara e para pagar a faculdade. Se não podemos pagar as melhores escolas, podemos sentir muita culpa ou colocar nossos filhos na pesada dívida da escola, o que nos faz sentir muito mal também.

  1. Evitar tarefas

Incluir foco precoce e intenso em meios acadêmicos significa que muitas crianças não estão ajudando em casa com a cozinha, a lavanderia e outras coisas, o que significa que a nossa geração de pais está fazendo tudo sozinha. Meus filhos dobram sua própria roupa, alimentam os gatos. Ocasionalmente, eles lavam alguns pratos. Eu diria que eles fazem pouca coisa em comparação com todos os deveres que os meus irmãos e eu fazíamos, como tirar o lixo, cortar grama, limpar as folhas, lavar pratos etc.

Mas, de acordo com seus uivos de protesto, eles estão sobrecarregados em comparação com a maioria de seus pares e eles podem não estar exagerando. De acordo com uma pesquisa, 82 por cento dos pais de hoje foram obrigados a fazer tarefas na sua infância, mas apenas 28 por cento dos pais exigem isso de seus filhos agora.

  1. As crianças não andam mais

Quando eu era criança, eu corria por horas, escalava árvores, brincava na rua com os amigos. Agora, graças as notícias instantâneas, estamos hipercientes de cada coisa horrível que poderia dar errado com nossos filhos fora de nossas casas. Por causa disso, nós realmente não queremos que eles vagueiem muito. Então, em vez disso, eles estão em torno de nós, fixados em nossos medos e também exigindo mais do nosso tempo e atenção.

  1. Expectativas equivocadas também desempenham um papel

Sou aquela mãe que escreveu cada convite para a primeira festa de aniversário da minha filha. A maioria das pessoas também estava fazendo isso. Nós também devemos ser voluntários na escola. Muito. Alguém mais se lembra de sua mãe ou pai entrando em sua sala de aula? Eu não. Estou totalmente bem com isso também.

  1. Ah, tecnologia

Manter as crianças seguras online, mesmo com os controles digitais habilitados, leva muita atenção e tempo, com as areias sempre mudando sob nossos pés por causa do aplicativo ou tendência mais recente. Sim, nós ensinamos nossas crianças sobre fazer escolhas boas, e fazem… até que não façam. Vamos encarar. Se dependesse deles, meu filho adolescente estaria mandando mensagem no celular e assistindo à Netflix a noite inteira e meu filho de 10 anos acordaria antes do amanhecer para jogar War Dragons. E quanto a todos os pequenos gateways eletrônicos que abrem para amigos e estranhos para entrar no mundo online dos meus filhos?

  1. A infância perfeita

Então, a cereja em cima desta mistura ansiosa é a convicçãode que devemos proporcionar uma infância feliz para nossos filhos. É um objetivo nobre, mas também evasivo e, quanto mais nos esforçamos para isso, mais complicado é. Como podemos “fazer” cada pessoa nesta família feliz o tempo todo?

Então, qual é a solução?

Esta tecnologia carregada, sobrecarga de informação, um mundo competitivo exige muito dos pais. Podemos elevar com segurança nossos filhos para serem bem-sucedidos e felizes e não esgotarmos a nós mesmos e aos nossos filhos no processo? Sim e não. Assim como o mundo real, não há garantias, embora eu gostaria de oferecer um plano simples de 8 etapas parentais para garantir que todos serão excepcionais e serenos. Mas quem sou eu para oferecer algum pequeno plano presunçoso? Mas se você já deixou seu telefone de lado, olhou para o seu filho nos olhos, e discutiu como ele joga com os amigos no celular, você pode estar fazendo algo certo. Se sua filha reclamar depois que você pedir a ela para ajudar a guardar os mantimentos, você pode estar fazendo algo certo.

Nossos eus super capazes podem zombar de algo tão simplista, mas, de acordo com o estudo mais longo da história, a conexão e a responsabilidade são os elementos mais cruciais para aquela vida feliz que queremos para nossos filhos e para nós mesmos. Desde 1938, o estudo Harvard Grant e Glueck tem acompanhado os participantes ao longo de suas vidas e chegou a conclusões notáveis ​​com base nos dados coletados. “Relacionamentos íntimos, mais do que dinheiro ou fama, são o que mantém as pessoas felizes ao longo de suas vidas”, de acordo com o estudo. E, como a ex-reitora da Universidade de Stanford, Julie Lythcott-Haims, ficou famosa com seu estudo de Harvard: “O sucesso na vida vem de fazer pequenas tarefas desde criança, quanto mais cedo você começa, melhor”. Sem aprender a trabalhar “para a melhoria do todo”, estamos criando crianças que chegam no local de trabalho “por impulso” e sem a capacidade de “olhar ao redor para ver como posso ser útil para os meus colegas e antecipar o que o meu chefe pode precisar?”.

A tecnologia e as tendências mudam, mas parece que o conselho antiquado ainda se aplica. Talvez se nós amarmos e nos relacionarmos com os nossos filhos um pouco mais, ficaremos menos obcecados sobre as aceitações exageradas e as imagens de perfeição, e esperaremos que eles contribuam em casa e vivam de acordo com nossas regras. Isso não vai tirar todas as complicações da paternidade moderna e da infância, mas poderia simplificar a vida e desarmar um monte de ansiedade desnecessária.

Tags:
FamíliaFilhosMaternidadeMulherPaternidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
2
Philip Kosloski
5 revelações surpreendentes do “terceiro segredo” de ...
3
Nossa Senhora de Fátima pede rezar o terço
Padre Reginaldo Manzotti
As 3 principais atitudes que Nossa Senhora de Fátima nos pediu
4
Soutane de Jean Paul II/attentat
Marzena Wilkanowicz-Devoud
Onde está a batina manchada de sangue de João Paulo II?
5
Nossa Senhora de Akita
Reportagem local
O grave alerta de Nossa Senhora de Akita sobre o maligno infiltra...
6
Irmã Lúcia, de Fátima, e o Papa São João Paulo II
Francisco Vêneto
O terço “funciona”, garante a Irmã Lúcia, de Fátima: ...
7
FATIMA
Reportagem local
Uma carta da Irmã Lúcia, vidente de Fátima, sobre a grandiosidade...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia