Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 16 Outubro |
Santa Margarida Maria Alacoque
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

Estados, cidades e empresas prometem liderar luta pelo clima nos EUA

© manfredxy / Shutterstock

Agências de Notícias - publicado em 02/06/17 - atualizado em 02/06/17

Governadores, prefeituras e empresários americanos, estupefatos com a decisão do presidente Donald Trump de abandonar o Acordo de Paris, anunciaram que assumirão a luta contra as mudanças climáticas e que farão o possível para reduzir as emissões.

Uma maioria de americanos em cada estado -69% dos eleitores do país- acham que os Estados Unidos devem participar do acordo, segundo uma pesquisa recente do programa de mudanças climáticas da Universidade de Yale.

Líderes industriais e empresariais, acadêmicos e políticos opositores -assim como um punhado de republicanos- condenaram a decisão de Trump, e pequenos protestos foram feitos na frente da Casa Branca em Washington e na frente da Trump Tower em Nova York.

O ex-prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, o oitavo homem mais rico do mundo segundo a Forbes e atual representante da ONU para mudanças climáticas, prometeu 15 milhões de dólares para apoiar os esforços da organização em sua luta contra o aquecimento do planeta. Esse é o mesmo valor que a ONU deixará de receber de Washington após a decisão de Trump.

– De baixo para cima –

“Prefeitos, governadores e líderes empresariais dos dois partidos políticos estão assinando um comunicado de apoio que submeteremos à ONU. E juntos conseguiremos as metas de redução das emissões que os Estados Unidos se comprometeram em Paris em 2015”, afirmou Bloomberg em comunicado.

“Os americanos honrarão o acordo de Paris liderando de baixo para cima, e não há nada que Washington possa fazer para nos deter”, acrescentou.

O jornal The New York Times noticiou que o grupo ao qual Bloomberg faz referência já conta com 30 prefeitos, três governadores, mais de 80 reitores de universidades e mais de 100 empresas.

Minutos depois do anúncio de Trump, os governadores de Nova York, Califórnia e Washington anunciaram a criação de uma “aliança pelo clima” que buscará cumprir a meta americana prometida em 2015 no acordo de Paris, assinado por todos os países do planeta menos Nicarágua e Síria.

Esse objetivo consiste em reduzir para 2025 de 26% a 28% as emissões de gases de efeito estufa, consideradas responsáveis pelo aquecimento progressivo da Terra e, consequentemente, pelo derretimento das geleiras e picos nevados, que elevam o nível dos mares e provocam eventos climáticos mais violentos.

“O anúncio do presidente hoje deixa toda a responsabilidade sobre a ação climática aos estados e cidades através do país”, disse o governador de Washington, Jay Inslee.

– “O mundo não pode esperar” –

Pelo menos 83 prefeitos que representam 40 milhões de americanos -entre eles os de Nova York, Los Angeles, Boston, Houston, Seattle e Chicago- asseguraram em um comunicado conjunto que cumprirão os compromissos do acordo de Paris.

“Aumentaremos nossos esforços para cortar as emissões, criar uma economia de energia limpa e defender a justiça ambiental. E se o presidente quer romper as promessas feitas a nossos aliados (…) construiremos e fortaleceremos as relações ao redor do mundo para proteger o planeta dos devastadores riscos climáticos”, disseram. “O mundo não pode esperar, e nós muito menos”.

As promessas de Washington no acordo de Paris dependem em grande medida de regulamentações locais.

A prefeitura democrata de Salt Lake City (Utah), Jackie Biskupski, confirmou que se uniu ao grupo de Bloomberg.

No ano passado, sua cidade se comprometeu com 100% de energia renovável para 2032 e com uma redução de emissões de gases de efeito estufa de 80% para 2040.

“Devemos liderar onde a Casa Branca se nega a agir”, disse.

A aliança tripartite dos estados de Nova York, Califórnia e Washington, que representa 68 milhões de pessoas, um quinto do PIB nacional e pelo menos 10% das emissões do país, disse que trabalhará para fortalecer programas existentes de luta pelo clima e em novos programas que reduzam as emissões em todos os setores da economia.

Os governadores de Havaí, Colorado, Oregon, Connecticut, Pensilvânia, Virgínia, Minnesota, Rhode Island, Vermont e Alasca defenderam a energia limpa em comunicados. Os governadores de Delaware e de Ohio -um republicano- criticaram a decisão de Trump.

Inclusive pesos pesados da indústria petrolífera americana, como a ExxonMobil e a Chevron, se manisfestaram em apoio ao acordo de Paris.

O gerente-executivo da gigante General Electric, Jeff Immelt, pediu no Twitter para a indústria “liderar e não depender de um governo”, enquanto a General Motors assegurou que continua defendendo publicamente “a ação e a tomada de consciência sobre o planeta”, segundo seu porta-voz informou à AFP.

Em seu primeiro tuíte, o presidente do banco de investimentos Goldman Sachs, Lloyd Blankfein, disse que a decisão de Trump é “um revés” para a liderança americana no mundo.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Milagre do Sol em Fátima
Reportagem local
13 de outubro: o dia em que o mundo presenciou o Milagre do Sol e...
2
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
3
Restauração da imagem de Aparecida por Maria Helena Chartuni
A12
Arrebentada em 200 pedaços: a impactante experiência da restaurad...
4
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
5
Claudio de Castro
Uma alma do Purgatório te agradecerá por isto
6
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
7
MULHER REZANDO
O São Paulo
Rezar deitado: é certo ou errado?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia