Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 27 Outubro |
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

O medo silencioso das centenas de turistas confinados na Notre Dame

Martin BUREAU / AFP

Agências de Notícias - publicado em 06/06/17 - atualizado em 06/06/17

Olhando para o altar, centenas de turistas, confinados na catedral de Notre Dame de Paris, levantam os braços em uma imagem surpreendente, pouco depois de um jihadista agredir um policial diante do emblemático monumento.

O sol da tarde continua entrando pelos vitrais enquanto os turistas se submetem, calmamente, ao controle dos policiais, para mostrar que não têm nada nas mãos e que não representam nenhuma ameaça.

“As pessoas estavam tranquilas. Ouvíamos uma voz que nos dizia, em francês, inglês e espanhol, para não entrarmos em pânico”, declarou à AFP Nick, americano de 42 anos que está passando cinco dias em Paris.

“Estou com medo”, diz a companheira de Nick à saída, ainda em choque. “A polícia fez um bom trabalho. Não houve pânico”, ele a tranquiliza.

Às 16H20 (11H20 de Brasília), ambos estavam na fila de espera, do lado de fora, quando um homem se lançou em direção a um policial com um martelo na mão, afirmando ser “um soldado do califado” autoproclamado em junho de 2014 pela organização jihadista Estado Islâmico (EI) na Síria e no Iraque.

Em seu escritório, no segundo andar do centro paroquial, o responsável de comunicação da Notre Dame, André Finot, ficou sabendo do que estava acontecendo quando escutou o primeiro tiro de resposta da polícia. “Vi três policiais rodeando um homem. Houve um segundo disparo e o homem caiu sobre a esplanada” diante da catedral.

O policial ficou levemente ferido, e o agressor, atingido no tórax, foi evacuado e hospitalizado.

– Longa espera –

Na fila de espera, tudo aconteceu tão rápido que “ninguém teve tempo de entrar em pânico”, conta Nick. “Ouvimos um barulho. (…) Depois houve um movimento, alguns começaram a correr. A polícia nos disse para entrar” no templo.

“De repente, as portas se fecharam. Tive medo, achei que era uma bomba. Mas graças a Deus nos disseram rapidamente que não, e ficamos bem”, explica Juan, um mexicano de cerca de 50 anos, em excursão com um grupo.

Segundo Finot, mais de 1.500 pessoas ficaram trancadas dentro da catedral, que recebe 13 milhões de visitantes por ano.

“Tivemos um pouco de medo no início. Íamos sair quando escutamos um policial dizer a todo mundo para se sentar. Com um microfone, nos disseram que um homem tinha atacado um policial com um martelo e que a polícia teve que abrir fogo contra ele”, diz Kaylee, uma americana de 19 anos, que veio de Waco (Texas) a Paris para estudar francês.

Depois dos controles policiais, “voltamos a nos sentar, isto durou cerca de duas horas e meia. O ambiente não era pesado, estava bastante tranquilo”, acrescentou.

Após uma longa espera, “os policiais fizeram as pessoas saírem em grupos de 10 ou 20”, conta Ugurcan Yilmaz, um turista de 29 anos procedente de Istambul.

Aliviados por poder sair, os turistas não demoraram para atravessar as pontes que cruzam o Sena. A maioria abandonou rapidamente o largo perímetro de segurança implementado em volta da catedral, silenciosos, abatidos, e alguns chorando.

Alberto Loor, um equatoriano de 34 anos, e Maria José Di Mora, de 28, estavam terminando sua lua de mel na Europa. “Tristes”, decidiram encurtar sua estadia em Paris, sem ter visto a Torre Eiffel.

“Nunca tínhamos vivido nada assim. você sente que sua vida está ameaçada”, diz Loor.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
SANDRA SABATTINI
Francisco Vêneto
Primeira noiva em processo de canonização na história foi beatifi...
2
EUCHARIST
Reportagem local
O que fazer se a hóstia cair no chão durante a Missa?
3
Transplante de rins
Francisco Vêneto
Transplante de rim de porco em humanos: a Igreja tem alguma objeç...
4
Pe. Jonas Magno de Oliveira e sua mãe
Francisco Vêneto
Mãe de padre brasileiro se torna freira na mesma família religios...
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa Francisco: “Tenho medo dos diabos educados”
6
As irmãs biológicas que se tornaram freiras no instituto Iesu Communio
Francisco Vêneto
As cinco irmãs biológicas que se tornaram freiras em apenas 2 ano...
7
Don José María Aicua Marín
Dolors Massot
Padre morre de ataque cardíaco enquanto celebrava funeral
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia