Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
Em foco

Por que os imãs muçulmanos se recusaram a rezar pelos terroristas?

Facebook British Muslim Scholars

Miriam Diez Bosch - publicado em 12/06/17

Foi uma condenação sem precedentes por parte do Islã

Quem diz que os imãs “não fazem nada” diante do terrorismo deve ficar atento a isso: 185 imãs e representantes muçulmanos britânicos negaram-se a fazer uma oração fúnebre (salat janaza) sobre os corpos dos terroristas depois dos ataques de Londres. É uma desaprovação sem precedentes, uma clara condenação que vem do próprio islã.

O Muslim Council of Britain, (Conselho Muçulmano Britânico) adiantou que seriam 130 imãs, mas depois outros se uniram ao movimento e rezaram juntos pelas vítimas.

O especialista em Islã e jesuíta catalão Jaune Flaquer, que é doutor em Estudos Islâmicos pela Universidade Sorbonne de Paris, fala da recusa à oração aos terroristas: “Há que se considerar que um funeral religioso pode levar as pessoas a pensar que a religião apoia a ação dos falecidos. Negar uma oração fúnebre é uma maneira de declarar que eles não são shahid (mártires-testemunhos de Deus)”.

Além disso, “na oração deseja-se ao defunto a vida no paraíso e invoca-se a paz para eles (salam aleykum). Condenando os terroristas, declara-se que as portas do paraíso estão fechadas para eles”.

É importante lembrar, diz Flaquer, que “A Igreja se negou a oferecer um enterro cristão aos suicidas”.

Em Londres, os imãs pediram a Deus que “os terroristas fossem julgados segundo a gravidade de seus crimes”. Este fato é, aos olhos muçulmanos, uma primeira e forte condenação dos ataques.

Espera-se que o número de líderes muçulmanos que respondem a este chamado cresça nos próximos dias, pois a entidade British Muslim Scholars também lançou um abaixo-assinado contra o “extremismo violento”. A campanha já conta com a assinatura de 500 imãs do Reino Unido.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
MuçulmanosTerrorismo
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia