Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
María Álvarez de las Asturias
Como ajudar um casal que se separou?
Padre Reginaldo Manzotti
Oração para pedir luz ao Senhor
Padre Reginaldo Manzotti
5 lições de vida para ser feliz
Prosa e Poesia
Os recomeços
Vatican News / Redação da Aleteia
Papa aos juízes: não buscar interesse pessoal

A música pode ajudar a dormir? Siga estes 3 conselhos

Compartilhar

Quando o sono não vem, a música pode ser nossa melhor aliada

Não importa quão jovem ou velho sejamos, nós precisamos dormir. Sabemos também que, a medida que ficamos mais idosos, dormir é cada vez mais difícil, por vários fatores. As causas que nos dificultam adormecer podem ser fisiológicas (desde dores no corpo até problemas endócrinos) como psicológicas (ansiedade, preocupações e outros males próprios da nossa estressada contemporaneidade), levando-nos, em casos extremos, a uma inversão dos nossos ciclos normais de sono: dormimos durante o dia, esgotados por causa de uma noite sem dormir, e quando anoitece ainda temos energia.

Um dos nossos melhores aliados nestes casos, ainda que pareça difícil de acreditar, é a música. Geralmente, a música nos desperta, anima, alegra, mas também pode servir para relaxar e nos preparar para passar uma noite de descanso. Em um artigo publicado no Nuverz, Rachelle Norman oferece uma série de passos simples para nos ajudar a fazer da música nossa aliada para dormir.

  1. Bloquear o som externo

Especialmente para aqueles que vivem em cidades, o ruído da rua pode facilmente entrar em nossos quartos durante a noite: sirenes, carros, conversas na rua, aviões; tudo contribui para nos assustar. A música pode funcionar como uma cortina: assim como esta última pode cobrir a luz exterior, a primeira pode funcionar para cobrir, em um volume apropriado, os ruídos provenientes do exterior.

  1. Selecione músicas que relaxam o corpo e a mente

O ritmo de um coração relaxado é de aproximadamente sessenta batimentos por minuto. Isso é praticamente uma batida por segundo, com algumas variações. A música que se encaixa nesse ritmo é ideal, porque o corpo e a mente acabarão se adaptando também. O ideal é programar (em qualquer dispositivo digital que usamos para ouvir música) uma hora de música (ou trinta minutos, depende do que achamos que precisamos) e, em seguida, o dispositivo desliga (há funções que permitem que você faça isso de uma maneira muito simples, como a função “sleep” das TVs), para evitar que a música continue por tempo excessivo.

  1. Respirar e ouvir

Às vezes, o que nos mantém acordados é a mente dando voltas. A música se oferece como uma espécie de “objeto exterior”, onde fixamos nossa atenção, distraindo assim nossos pensamentos. Trata-se simplesmente de ouvir e respirar. Assim, nossa mente tem uma oportunidade de descansar.

 

Aleteia Top 10
  1. Lidos