Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Receba o nosso boletim

Aleteia

O que significam os gestos de mão nos ícones cristãos?

Dreamstime
Compartilhe este artigo para ter a chance de ganhar uma peregrinação a Roma
Compartilhar
Compartilhei
Compartilhamentos

A nossa iconografia soube empregar inteligentemente a tradição da retórica greco-romana

Você já se perguntou, olhando para os ícones religiosos, por que as figuras de Cristo e dos santos fazem certos gestos com a mão?

Cada gesto tem um significado específico, mas nem sempre conseguimos compreendê-los (para “piorar”, alguns deles vêm “legendados” em grego!)…

De fato, os gregos e romanos empregavam um “código gestual” complexo, usado pelos oradores e pelos retóricos ao discursarem na ágora, no Senado, em reuniões particulares e até nas salas de aula. Esses gestos, mesmo sendo complexos, eram de amplo conhecimento público, e, portanto, quase todos compreendiam o seu significado. É precisamente por isso que eram usados: para reforçar e tornar ainda mais clara a mensagem transmitida pelos discursos.

Mas nós, dois mil anos depois, precisamos de uma ajudinha para decifrá-los.

Os primeiros ícones cristãos usavam esse repertório gestual greco-romano ao representarem Cristo, os santos e os anjos precisamente porque o seu sentido era entendido pela maior parte das pessoas. Há ícones da Anunciação, por exemplo, nos quais o Arcanjo Gabriel aparece de mão levantada tal como os retóricos romanos, indicando estar prestes a iniciar uma frase importante: é que este era o gesto que precedia o exórdio nos discursos clássicos. O significado era tão enraizado em Roma que esse mesmo gesto pode ser visto inclusive na mais antiga das imagens da Anunciação que chegaram até nós.

A mão levantada também está presente em ícones que retratam Jesus. Afinal, mais do que ninguém, Ele tem algo importante a dizer ao mundo, certo?

No caso da figura de Cristo, além disso, o simbolismo dos gestos da mão ganha novos significados. Em princípio, toda representação icônica ortodoxa ou católica bizantina de Cristo com a mão direita levantada procura ressaltar também a Sua bênção. O gesto com este sentido se aplica ainda ao sacerdote diante dos fiéis – o que também explica a representação de santos sacerdotes com as mãos erguidas da mesma forma.

Na tradição ortodoxa, assim como na iconografia cristã primitiva, o gesto da mão abençoante é com frequência associado às letras IC XC, que abreviam o “Nome acima de todo nome”: Jesus (IHCOYC) Cristo (XPICTOC).

O gesto de bênção feito por Cristo tem ainda a finalidade de transmitir verdades doutrinais. Por exemplo, os três dedos que simbolizavam as letras I e X representavam a Santíssima Trindade, que é o mistério da Unidade de Deus em três Pessoas, Pai, Filho e Espírito Santo. Ao se encostar o polegar e o dedo anelar, simbolizava-se a Encarnação, ou seja, a união das naturezas divina e humana na Pessoa de Cristo.

Certamente haverá mensagens que você poderá “ler” melhor da próxima vez em que apreciar um ícone – mesmo que ele esteja em grego!

Selecione como você gostaria de compartilhar.

Compartilhar
* O crédito para artigos compartilhados será fornecido somente quando o destinatário do seu artigo compartilhado clicar no URL de referência exclusivo.
Clique aqui para mais informações sobre o Sorteio da Aleteia de uma Peregrinação a Roma

Para participar do Sorteio, você precisa aceitar os Termos a seguir


Ler os Termos e Condições