Aleteia

Igreja Católica celebra funerais de 12 bebês mortos antes de nascer

© Visualphotos.com
Compartilhar
Comentar

"Não importa em qual fase do desenvolvimento estava, essa criança é uma criação única de Deus", disse o arcebispo que presidiu a celebração

O Arcebispo Coadjutor de Aganha, na ilha de Guam, Dom Michael Jude Byrnes, presidiu na segunda-feira, 26 de junho, uma Missa de exéquias e o enterro de 12 bebês que morreram de abortos espontâneos e, além disso, não foram procurados pelos seus pais no hospital.

“Não importa em qual fase do desenvolvimento estava, essa criança é uma criação única de Deus”, disse Dom Byrnes durante a homilia.

Veja o vídeo da celebração clicando aqui

Os corpos das crianças foram recolhidos do Hospital Memorial desta pequena ilha do Pacífico, que pertence aos Estados Unidos, e foram colocados em uma cripta do Cemitério Católico de Pigo.

“É um enterro cristão para uma criança que morreu antes do batismo. Todos merecem um enterro, tem corpo e alma, acredito que desde o momento da concepção é um ser humano, com corpo e alma”, destacou o Pe. Paul Gofigan, reitor da Catedral basílica do Doce Nome de Maria.

Logo depois, o sacerdote acrescentou que “o direito do enterro cristão não é só para os mortos, mas também para os vivos. Para consolar aqueles que estão aflitos”.

Também estiveram presentes durante a Missa e do enterro o governador de Guam, Eddie Calvo, e a primeira dama Christine Calvo.

“É importante que celebremos a vida, a vida de todos, se é alguém que vive até os 100 anos ou alguém que foi concebido e, por algum motivo, não foi capaz de nascer. Esta Missa, este réquiem para os não nascidos, nos recorda o amor de Deus a cada um de nós”, indicou Calvo à imprensa.

Mass for the unborn. The Catholic Church celebrates a mass and gives proper burial to 12 unclaimed fetuses as a result of miscarriages. (Haidee Eugenio)

A post shared by Pacific Daily News (@guampdn) on

via ACI Digital

Boletim
Receba Aleteia todo dia