Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

O policial (ou anjo) que tirou uma mulher grávida e sua filha das ruas

Sakhorn/Shutterstock

Gelsomino Del Guercio - publicado em 10/07/17

Nos Estados Unidos, uma mulher e sua filha ficaram sem teto depois de escapar do marido e pai violento. Mas um dia, o “milagre”aconteceu...

Jessica e sua filha, a pequena Kayla, de dois anos, não têm casa. Elas fugiram do marido e pai violento que as maltratava e vivem na rua, na cidade de Little Rock, Arkansas. Mas um dia um policial as viu nessa situação. E mudou a vida delas. Como nos filmes.

O diário USA Today de 30 de junho contou a história. O protagonista foi o agente de polícia Tommy Norman, muito popular no Facebook por seus gestos de humanidade.

O abraço da mamãe Jessica

Norman estava dirigindo quando, do lado direito da rua, viu uma mulher que dormia na calçada com uma menina no colo. A mulher estava grávida e deitada de barriga para cima com sua filha no peito, abraçando-a para que ela não ficasse no chão.

O lugar mais seguro

O policial se aproximou. E, ao falar com Jessica, descobriu que a mamãe grávida decidiu dormir na calçada porque pensava que aquele era o lugar mais seguro para ela e para a menina, após fugir do marido violento. Por não terem casa e ter se esgotado o tempo máximo de permanência em um abrigo para mulheres, a rua era a única solução para elas. (universomamma.it, 4 de julho).

Um quarto para dormir

A gravidez de Jessica estava avançada. Ela podia dar à luz de uma hora para outra. Por isso, era absolutamente perigoso dormir na rua nessas condições. Norman não pensou duas vezes. O policial acompanhou mãe e filha até um hotel próximo dali e lhes pagou um quarto. Jessica e Kayla teriam, finalmente, uma cama para dormir.

Solidariedade no Facebook

Ao mesmo tempo, Norman deu início a uma competição de solidariedade online. Ele gravou a cena com seu celular e depois publicou nas redes sociais, pedindo ajuda para a mãe e a filha. O post viralizou e logo começou a chegar ajuda de todo o país e até do exterior. A família recebeu comida e roupa de vários lugares. Dias depois, Jessica deu à luz o pequeno Xavier. Agora, os três vivem em um pequeno quarto de hotel e dividem o espaço com caixas e mais caixas de doação que chegam todos os dias.

Jessica também está procurando emprego, já que quer, em breve, poder sustentar os filhos.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Maternidadesolidariedade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia