Aleteia
Quarta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma
Atualidade

Alguns quilos a mais na fase adulta aumentam risco de doenças

Sveta Orlova - CC

Agências de Notícias - publicado em 18/07/17

A maior parte dos adultos ganha peso à medida que envelhece, mas um aumento de apenas cinco quilos pode aumentar de maneira significativa o risco de doenças, afirmaram pesquisadores americanos nesta terça-feira.

Cientistas da Universidade de Harvard descobriram que um modesto aumento de peso na idade adulta “estava associada a uma elevada incidência de doenças crônicas maiores como a diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, câncer e mortes não-traumáticas”, diz um estudo publicado no Journal of the American Medical Association.

“Nosso estudo é o primeiro do tipo a examinar sistematicamente a relação entre o ganho de peso na meia-idade adulta com um posterior maior risco à saúde”, declara o autor e professor de Nutrição e Epidemiologia em Harvard, Frank Hu.

“Os resultados indicam que até mesmo um pequeno aumento de peso pode ter impactos importantes à saúde”, acrescenta.

O estudo foi baseado em dados de estudos realizados com mais de 92.000 pessoas entre 1976 e 2012.

Os participantes reportavam uma estimativa do peso ganho desde que tinham 18 anos (mulheres) e 21 anos (homens) até completarem 55, idade que os pesquisadores qualificam de “meia-idade adulta”.

A maior parte das pessoas aumentou de peso nesse período. As mulheres ficaram com uma média de 10 quilos e os homens de 8,6.

Mas se comparar este grupo com o integrado pelos que conseguiram manter uma diferença menor do que 2,3 quilos entre a juventude e a meia-idade adulta, os que ganharam mais peso enfrentaram mais problemas de saúde, desde doenças do coração a um envelhecimento com achaque.

“Cada cinco quilos a mais esteve associando com 30% mais risco de ter diabetes tipo 2”, conclui o estudo. A probabilidade de ter uma doença cardiovascular é 8% maior.

Em termos gerais, um aumento de peso em cinco quilos faz com que as probabilidades de ter um envelhecimento saudável diminuam em 17%.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
violência contra padres no Brasil
Francisco Vêneto
Outubro de cruz para padres no Brasil: um per...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Gilmar
Reportagem local
Padre é encontrado após três dias desaparecid...
CHILE
Reportagem local
Duas igrejas são incendiadas durante protesto...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia