Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 20 Abril |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Estudo médico: risco de suicídio é bem menor entre mulheres que vão à igreja

woman-praying-church-blonde-natural-light-wood-dieter-hawlan-shutterstock_98369792.jpg

John Burger - Aleteia Brasil - publicado em 19/07/17

Católicas praticantes têm 20 vezes menos propensão a tirar a própria vida

Semanas após um relatório do governo dos Estados Unidos apontar forte aumento do número de suicídios no país, em especial entre meninas pré-adolescentes, um novo relatório médico aponta que as mulheres de 30 a 55 anos que frequentam a igreja pelo menos uma vez por semana correm 6 vezes menos risco de cometer suicídio que as mulheres que nunca frequentam a igreja.

O relatório, publicado pelo Journal of the American Medical Association, é ainda mais específico no tocante às mulheres católicas praticantes: elas chegam a ser 20 vezes menos propensas a cometer suicídio que as mulheres que nunca frequentam a igreja. Em comparação, as mulheres protestantes são cerca de 3 vezes menos propensas ao suicídio que as mulheres não religiosas.

Entre as 89.708 mulheres com idades de 30 a 55 anos que participaram da pesquisa, frequentar a igreja ao menos uma vez por semana implica um índice de suicídio 5 vezes menor em comparação com o das mulheres que não a frequentam.

O estudo recorda que o suicídio continua sendo uma das 10 principais causas de morte nos Estados Unidos: é a quarta para as pessoas de 18 a 65 anos. “Apesar das melhorias obtidas na saúde mental, o índice de suicídio nos Estados Unidos (12 por 100.000 habitantes) é aproximadamente o mesmo de 100 anos atrás”, observaram os responsáveis pela pesquisa.

Tags:
DepressãoReligiãoSaúdeSuicídio
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia