Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 01 Agosto |
home iconEstilo de vida
line break icon

6 sinais de que você sofre de síndrome do impostor

Eduardo Zanini - publicado em 03/08/17

A "síndrome do impostor" atinge muita gente e causa grande sofrimento. Mas há soluções, confira

Você já se sentiu em estado de paralisia? Já se sentiu inseguro com alguma entrega que tenha que fazer? Já achou não ser merecedor de uma promoção? Ou então não se sentiu capaz de iniciar um projeto novo? Já se perguntou se conseguirá entregar o resultado esperado para os seus clientes?

Este fenômeno costuma estar presente em momentos de transição ou quando nos deparamos com um novo desafio. Geralmente, costuma vir acompanhado de uma carga tremenda de ansiedade e insegurança.

É muito comum tanto em jovens no início de carreira como em profissionais mais experientes – que não sabem lidar muito bem com críticas e com eventuais falhas.

Falo de um fenômeno conhecido como a Síndrome do Impostor.

Segundo um estudo realizado pela psicóloga Gail Matthews, da Universidade Dominicana da Califórnia, nos Estados Unidos, esta condição atinge, em média, 70% dos profissionais bem-sucedidos – na maior parte mulheres.

Para a psicóloga Valerie Young, pessoas que sofrem com esse mal adotam mecanismos de defesa e enfrentamento.

A revista Tua Saúde elencou 6 sinais que devemos prestar atenção para descobrir se sofremos desse vilão interno. Inclusive, escrevendo este texto, descobri que alguns deles estão presentes em minha vida.

Vamos lá:

1. Esforço tremendo

As pessoas com Síndrome do Impostor acreditam que precisam se esforçar em excesso, muito mais que as outras pessoas, para justificar as suas conquistas e por achar que sabem menos que os outros. O perfeccionismo e o excesso de trabalho são utilizados para ajudar a justificar o desempenho, mas acabam causando muita ansiedade e esgotamento.

2. Autossabotagem

No texto que escrevi sobre autossabotagem, falei sobre quando criamos obstáculos e empecilhos para a realização das nossas tarefas, objetivos, metas e até mesmo nossos sonhos. Isso gera grandes atrasos em nossas vidas nas mais diversas áreas.

Geralmente, as pessoas tendem a achar que o fracasso é inevitável e a qualquer momento alguém experiente irá desmascará-lo na frente dos outros. Assim, mesmo sem perceber, a pessoa que sofre da Síndrome do Impostor pode preferir se esforçar de menos, evitando gastar energia para algo que acredita que não dará certo e diminuindo as chances de ser julgado por outras pessoas.

3. Adiar tarefas

Para quem sofre da Síndrome do Impostor, é comum levar o máximo de tempo para cumprir estas obrigações – e tudo isso é feito com o objetivo de evitar o momento de ser avaliado ou criticado por estas tarefas.

4. Medo da exposição

Você foge de momentos em que irá passar por alguma avaliação ou crítica?

A escolha de tarefas e carreiras são, muitas vezes, baseadas no que será menos perceptível, com o intuito de não ser alvo de avaliações.

5. Se compara com os outros

Isso é bastante comum. Muitas pessoas acham que não são boas o suficiente em relação aos outros.

Autocobrança em excesso, perfeccionismo e complexo de inferioridade são características marcantes em pessoas que possuem esta Síndrome.

6. Agradando a todos

De acordo com as psicólogas Pauline Clance e Suzanne Imem, na tentativa de encontrar ao menos uma pessoa para reconhecer o seu brilho, você usa habilidades sociais para causar boa impressão, já que não acredita em seu intelecto. O problema é que, se seus esforços forem bem-sucedidos, você dispensará a resposta positiva, acreditando que somente podem pensar que é especial porque gostam de você. Além disso, na sua cabeça, precisar de aprovação externa apenas confirma que você é uma fraude”.

Que tal nos libertarmos?

Assim que a Síndrome é detectada, deve-se procurar ajuda profissional para que suas capacidades e competências sejam internalizadas, diminuindo assim a sensação de fraude.

Tente escolher um objetivo para encarar de frente, mas não foque no erro: imagine as lições que pode tirar se fracassar.

Caso você tenha percebido que estes 6 sinais fazem parte da sua rotina, veja algumas atitudes que pode tomar;

• Ter um mentor ou alguém mais experiente e confiável para quem possa pedir opiniões e conselhos sinceros;

• Compartilhar as inquietações ou angústias com um amigo;

• Aceitar os próprios defeitos e qualidades e evitar se comparar ao outros;

• Respeitar as próprias limitações, não estabelecendo metas inalcançáveis ou compromissos que não possam ser cumpridos;

• Aceitar que as falhas acontecem a qualquer pessoa, e procurar aprender com elas;

• Ter um trabalho de que goste, proporcionando motivação e satisfação.

Outras atividades, como meditação, exercícios físicos e viagens de lazer, são capazes de aliviar o estresse e ansiedade, melhorando a autoestima e ajudando no autoconhecimento.

(via Eduardo Zanini)

Tags:
MedoPsicologia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira rezou todos os dias às 3h...
4
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
5
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
6
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
7
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia