Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 21 Setembro |
home iconAtualidade
line break icon

Socorro! Acordei sem Google!

Google

Shutterstock

Obvious - publicado em 24/08/17 - atualizado em 24/08/17

Aconteceu o impensável! Fiz uma busca no Google do celular e o resultado foi nenhum!

Dia desses, aconteceu o impensável! Fiz uma busca no Google do celular e o resultado foi apenas “pesquisas relacionadas”. Nada além disso. E clicando em pesquisas relacionadas surgiam apenas outras pesquisas relacionadas e nenhum resultado.Foram dois dias de apagão total no celular. Não importava qual o aplicativo, o resultado era sempre o mesmo. Ou seja, nenhum.

Evolution-1000x423.jpg

Faz mais ou menos 20 anos que fui apresentado ao primeiro sistema de buscas que conheci: o “Cadê?!”. Ele era fraco. Muito fraco comparado ao que viria depois. Naquela época, pesquisa de escola não podia sair da internet, então a solução era pesquisar em enciclopédia ou livro e no máximo acrescentar uma curiosidade ou outra que tinha vindo do computador. Hoje, a enciclopédia não possui quase função e, além dos sistemas de busca, hoje existem a Wikipédia, as redes sociais, os aplicativos – os inúmeros instrumentos que cabem na caixinha mágica chamada celular-. Podemos saber a caloria de um prato, o trajeto e tempo da corrida de um amigo, a viagem de um conhecido, a beleza do casal na praia… Podemos saber tanta coisa!

Dia desses, eu li que a Rainha Vitória e o Presidente dos Estados Unidos estavam na cerimônia fúnebre de Dom Pedro II, em Paris, realizada um dia após a sua morte. Embora totalmente absurdo, por estar na internet, aquilo foi tido como verdade incontestável e vários comentaram exaltando a presença desses e de outros tantos monarcas e chefes de Estado no evento, sem se atentar para o fato de que, a menos que esses mandatários já estivessem em Paris, não seria possível viajar até lá com esse pequeno espaço de tempo. Mas e daí?! O que importa é que está na internet…

Não há mais pesquisa séria. Há a instantânea. A pesquisa solúvel que em pouco tempo já não interessa mais. E isso tem tido um efeito muito prático na minha vida: tenho perdido a paciência com coisas muito longas e que não posso avançar para o ponto que quero. Eu tenho, assim, enxergado o mundo com o desejo de que ele se transformasse em tela de um celular e sei que algo semelhante tem acontecido com você também. Se lê até aqui é porque algo lhe interessou nesse texto, do contrário já teria pulado para outra tela, não é? Outro dia, um texto meu foi para o Facebook e uma das pessoas que o criticou admitiu ter parado de ler no segundo parágrafo. Ora, concordar ou discordar sempre é válido, mas discordar sem ler?!

Mas e as pesquisas que eu fiz, sobre o que eram? Não me recordo. Eram tão pouco importantes que já não interessam mais… Mas a ausência do Google! Ah, essa foi terrível. Se Kafka nascesse hoje, escreveria sobre o homem que acordou e o mundo era analógico. Esse é o maior pavor de nosso tempo!

No shopping esses dias, vi um rapaz na fila de uma experiência de realidade virtual usando fone de ouvido e olhando para o celular, enquanto teclava. De que mais ele precisa para ver que a realidade dele já é virtual? Ele não ouvia nem via quem estava à sua volta. Nós não vemos, não sentimos, não ouvimos mais. E se a dúvida aparece, o celular responde e se a resposta for imprecisa nós não a questionamos porque acreditamos na verdade que ali está! E no que contam nossos amigos em suas redes sociais por meio de textões, que rotineiramente apenas passemos o olho antes de curtir!

E há outro detalhe nisso! Os amigos pensam como nós. Os que não pensavam foram deletados ou sumiram de nossas timelines, não é?! Que mundo incrível esse! Que admirável mundo novo! Fiz essa citação porque li, não porque a achei no Google, que aliás voltou a funcionar…

(via Obvious)

Tags:
Internet
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
3
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
4
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
HOLY COMMUNION
Reportagem local
A Santa Missa não pode ser trocada por orações pessoais: sem ela,...
7
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia