Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconAtualidade
line break icon

Nova York: capela católica próxima ao Memorial do 11 de Setembro pode ser fechada

Supplied photo

Zelda Caldwell - publicado em 12/09/17

Arquidiocese diz que não consegue pagar o reajuste do aluguel; sobreviventes do ataque terrorista e paroquianos lutam para manter o local aberto

Uma capela católica localizada do outro lado da rua de onde ficavam as Torres Gêmeas de Nova York está prestes a fechar as portas. O motivo: a igreja não consegue pagar o aluguel do prédio, que sofreu um reajuste.

De acordo com reportagem do site PIX11, aqueles que reconhecem a importância da capela, que serviu como centro de comando e concentração de bombeiros, voluntários e profissionais de resgate durante o ataque terrorista, além de um local de apoio e conforto para os sobreviventes e famílias das vítimas, estão tentando manter o lugar aberto.

“Do outro lado da rua estava o abismo da morte, tragédia”, diz Sally Regenhard, que perdeu seu filho Christian, um bombeiro, no 11 de setembro. “E, na capela de São José, famílias encontraram conforto e uma forma de superar tudo aquilo”.

Após uma Missa, na noite anterior aos eventos que lembraram os 16 anos do 11 de setembro, um grupo de famílias de sobreviventes e paroquianos se reuniu para uma coletiva de imprensa e para definir estratégias, a fim de manter a capela aberta.

De acordo com a reportagem o aluguel aumentou de US$ 75 mil por ano para R$ 300 mil. A Arquidiocese de Nova York informou que não consegue pagar esse reajuste.

Durante o ataque terrorista, a igreja foi fortemente danificada pela fumaça, poeira e entulhos. Mas foi reformada em 2005 e declarada pelo cardeal Edward Egan como memorial católico no Marco Zero. A igreja contém obras de arte originais, incluindo esculturas de São Floriano, santo padroeiro dos bombeiros, São Miguel Arcanjo, padroeiro dos policiais e São José, padroeiro dos trabalhadores.

Um grupo pede que a cidade mantenha o local funcionando, mas não como uma igreja. Uma das propostas é que o local se torne um centro comunitário e histórico.

“Este local é icônico, é parte da nossa história”, disse Michael Ragazzo, um sobrevivente do 11 de setembro, ao PIX11. “[A capela] deveria permanecer aqui para preservar essa história”, finaliza Ragazzo.

Tags:
IgrejaIgreja CatólicaTerrorismo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia