Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 22 Outubro |
Santos Filipe e Hermes
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

Muçulmanos se sentem ligados aos países europeus em que vivem

MUSLIM

Frank van Leersum / CC BY 2.0

Agências de Notícias - publicado em 21/09/17 - atualizado em 21/09/17

Setenta e cinco por cento dos muçulmanos que vivem na Europa se declararam ligados emocionalmente ao país no qual vivem, e acreditam em suas instituições, embora mais de 25% se sintam discriminados, ressalta uma grande pesquisa divulgada nesta quinta-feira.

A Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia (FRA) perguntou em 2016 a 10.527 pessoas de fé muçulmana residentes em 15 países da UE. Mais da metade tem a cidadania do país em que se reside.

Segundo os resultados do estudo, 76% das pessoas questionadas se declaram “muito ligadas” ao país em que vivem.

Por grau de intensidade, os muçulmanos que residem em Finlândia, Suécia, Reino Unido, França e Bélgica são os que se sentem mais integrados, enquanto os que moram em Itália, Holanda, Áustria e Grécia são os que menos sentem este vínculo.

Em dois países, França e Holanda, esse apego é ligeiramente inferior entre os filhos de imigrantes muçulmanos do que entre seus pais.

Em média, os muçulmanos asseguram ter mais confiança nas instituições de seus países de residência (Justiça, Polícia, Parlamento) do que o resto da população.

Estes resultados “desacreditam totalmente a afirmação de que os muçulmanos não estão integrados em nossas sociedades”, considera no relatório Michael O’Flaherty, diretor da FRA, com sede em Viena.

Quatro muçulmanos em cada dez (39%) asseguram que nos últimos cinco anos se sentiram discriminados em algum momento por conta de sua origem ou religião.

Esta discriminação se aplicaria em particular na busca de emprego ou de moradia.

Cerca de 39% das mulheres que usam véu asseguram ter sofrido “gestos ou olhares” ofensivos.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
2
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
3
Casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos
Francisco Vêneto
Jovem casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos: “cada um vale ...
4
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
5
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
6
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
7
morning
Philip Kosloski
Uma oração da manhã fácil de memorizar
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia