Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

Os irmãos gêmeos martirizados por Cristo e padroeiros dos médicos

São Cosme e Damião
Creative Commons
Compartilhar
Comentar

Eles atendiam os pobres sem cobrar nada, mas lhes faziam um pedido surpreendente

Os santos Cosme e Damião, irmãos gêmeos e mártires, são padroeiros dos médicos juntamente com o evangelista São Lucas. Os três eram, eles próprios, médicos.

Cosme e Damião eram chamados pelo povo do Oriente de “os não cobradores”, já que atendiam os doentes pobres sem cobrar nada – em vez de cobrar, faziam um pedido que surpreendia a muitos: pediam que os pacientes lhes permitissem falar um pouco sobre Jesus Cristo.

Isso mesmo, no entanto, incomodou o governador da Cilícia, Lísias, que tentou em vão fazê-los parar de pregar o Evangelho. Sem conseguir, ordenou que eles fossem jogados no mar, mas uma enorme onda os devolveu à praia sãos e salvos. Em nova tentativa, Lísias mandou que os queimassem vivos, mas as chamas, em vez de tocá-los, se voltaram aos carrascos pagãos que os torturavam.

Os irmãos gêmeos foram finalmente decapitados, abraçando heroicamente o martírio em nome de Jesus Cristo.

Junto ao seu túmulo começaram a acontecer curas milagrosas que beneficiaram o próprio imperador Justiniano de Constantinopla, que, depois de recorrer aos dois mártires, foi curado inexplicavelmente de uma grave enfermidade que os médicos não conseguiam tratar.

A Igreja celebra a festa litúrgica de São Cosme e Damião no dia 26 de setembro.