Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 22 Abril |
São Leônidas
home iconReligião
line break icon

Papa Francisco adverte sobre as ‘fake news’

MOTHERHOOD

Syda Productions - Shutterstock

Agências de Notícias - publicado em 29/09/17

A Igreja quer “promover um jornalismo profissional, que busque sempre a verdade, um jornalismo de paz que promova o entendimento"

O papa Francisco dedicará a Jornada Mundial da Comunicação em maio do ano que vem à luta contra as notícias falsas, também chamadas de “fake news”, o novo termo para definir a divulgação premeditada, ou não, de informação que não é verdadeira.

O tema da jornada mundial, que costuma ser anunciado em janeiro, foi divulgado este ano com muita antecedência por meio de um tuíte divulgado nesta sexta-feira pelo Vaticano.

Inspirando-se em um versículo do Evangelho, “A verdade vos tornará livres”, o papa quis abordar o fenômeno das “notícias falsas, essa informação infundada que contribui para gerar e alimentar uma forte polarização das opiniões”, explicou o Vaticano em comunicado.

Tanto os gigantes da Internet como as instituições e os políticos começaram a encarar esse fenômeno, que se agravou com as redes sociais e a facilidade de compartilhar informação.

O papa argentino também quer contribuir para “analisar as causas, a lógica e as consequência da desinformação pelos meios”, explica a nota.

A Igreja quer “promover um jornalismo profissional, que busque sempre a verdade, um jornalismo de paz que promova o entendimento entre as pessoas”, insistiu a Santa Sé.

O pontífice costuma se referir frequentemente, e muitas vezes com termos duros, à responsabilidade dos meios de comunicação. “Uma informação correta pode derrubar as paredes do medo e da indiferença”, afirmou o papa em abril.

Com um tom mais firme, denunciou em dezembro “a desinformação, provavelmente o maior dano que um meio de comunicação pode infligir”, disse.

Nessa ocasião o papa também enumerou as quatro grandes tendências que podem afetar a mídia: “calúnia, difamação, desinformação e a doença da coprofilia”, ou seja, “querer sempre comunicar o escândalo, comunicar as coisas feias, ainda que sejam verdade”, afirmou.

“Como as pessoas têm uma tendência à coprofagia, pode-se causar muitos danos”, afirmou.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
ROBERTO CARLOS
Ricardo Sanches
A música que Roberto Carlos cantou no próprio aniversário de 80 a...
3
Ordenação sacerdotal
Francisco Vêneto
Ex-testemunha de Jeová será ordenado padre católico aos 25 anos
4
BENEDICT XVI
Francisco Vêneto
Em nova e extensa biografia, Bento XVI desmascara o atual “...
5
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma gestação rara
6
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
7
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia