Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 01 Agosto |
home iconAtualidade
line break icon

Acesso à educação é a chave para reduzir desigualdade

LLANO AMOR

Marko Vombergar | Aleteia | I.Media

Agências de Notícias - publicado em 11/10/17 - atualizado em 11/10/17

FMI recomenda o aumento das despesas públicas em instituições de ensino para crianças socialmente desfavorecidas

Reduzir as disparidades na educação é crucial para reabsorver a desigualdade de renda, estimou nesta quarta-feira (11) o Fundo Monetário Internacional (FMI), que recomendou o aumento das despesas públicas em instituições de ensino para crianças socialmente desfavorecidas.

“As políticas de educação (…) se distinguem dos demais instrumentos fiscais, na medida em que podem promover o crescimento e a igualdade”, ressalta o Fundo em um relatório publicado no âmbito de suas reuniões de outono (no hemisfério Norte).

O FMI observa que certas desigualdades são inevitáveis num sistema baseado na economia de mercado. Mas expressa sua preocupação com o fato de que “a desigualdade excessiva pode comprometer a coesão social, levando ao enfraquecimento do crescimento econômico”.

O organismo observa que as desigualdades globais diminuíram nas últimas décadas, refletindo um forte crescimento das receitas em alguns países emergentes como China e Índia.

No entanto, as desigualdades variam nos países, tendo aumentado na maioria dos países desenvolvidos, enquanto as tendências são mais heterogêneas em outros países.

Por outro lado, “a diversidade das experiências (…) sugere que não existe uma relação sistemática entre crescimento econômico e redução de desigualdades”.

Numerosas economias desenvolvidas experimentaram assim um aumento das desigualdades em um contexto de crescimento contínuo durante o período 1985-2015.

No mesmo sentido, muitos países em vias de desenvolvimento experimentaram um aumento das desigualdades durante períodos de sólido crescimento econômico.

Nas últimas três décadas, a desigualdade de renda aumentou em 53% dos países.

Para reduzir essas lacunas, o FMI enfatiza a importância da escolaridade. Mas os abismos na escolarização persistem “apesar dos avanços conquistados nas últimas décadas”.

Além disso, a diferença de escolarização entre meninos e meninas é ainda mais acentuada nos países pobres, embora em grande parte tenha sido eliminada em outros países.

Por outro lado, a situação socioeconômica ainda é um fator determinante para o acesso à educação, particularmente nos países em desenvolvimento.

O acesso à educação continua a ser problemático na África Subsaariana, Oriente Médio, Norte da África e, em menor medida, nos países em desenvolvimento da Ásia, América Latina e Caribe, destaca o FMI.

E quando os filhos de famílias socialmente desfavorecidas têm acesso à educação, beneficiam de um ensino de menor qualidade, menos dotado de recursos, materiais pedagógicos e docentes.

Confrontar a redução das desigualdades na educação é possível sem afetar os orçamentos estatais redistribuindo, por exemplo, os gastos públicos em favor das crianças socialmente desfavorecidas e das instituições escolares com menos recursos.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira rezou todos os dias às 3h...
4
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
5
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
6
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
7
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia