Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 26 Julho |
Santo Austindo
home iconEstilo de vida
line break icon

A linguagem do sorriso

Guille Faingold | Stocksy United

Canção Nova - publicado em 18/10/17

O sorriso é a linguagem natural do coração humano, e para ela não existem barreiras

Alguma vez na vida, você já viveu a experiência de tentar se comunicar com alguém que não fala nem compreende a sua língua? Eu já! E fiz uma grande descoberta: o sorriso tem uma linguagem universal.

Certa vez, estando em Fátima, fui à Capelinha das Aparições na companhia de uma irmã para participarmos da oração do Terço e acompanharmos a procissão das velas que, por sinal, é uma das atividades que mais emociona os milhares de peregrinos de Nossa Senhora. O fato é que me separei, por um instante, dessa pessoa e não consegui reencontrá-la antes da procissão. Tive, portanto, que seguir sozinha, embora cercada por uma imensa multidão. A certa altura da caminhada, aproximou-se de mim uma senhora que tentou falar comigo, fiz sinal de que não compreendia sua língua. Ela, com gestos, pediu-me ajuda para vestir seu agasalho. Quando a ajudei, ela agradeceu e sorriu com delicadeza e ternura, o que me levou a fazer o mesmo. Assim, já não éramos mais sozinhas, o sorriso nos uniu. Seguimos entoando o mesmo canto, embora em línguas distintas, entre Pais-Nossos e Ave-Marias, com os olhos voltados para a imagem daquela que também é chamada Virgem do sorriso.

A experiência levou-me a pensar no valor do sorriso e me fez recordar a afirmação de Saint-Exupéry: “No momento em que sorrimos para alguém, descobrimo-lo como pessoa e a resposta do seu sorriso quer dizer que nós também somos pessoas para ele”. Vivi bem essa experiência naquela noite, mas também me recordo das muitas vezes em que negligenciei um sorriso e deixei passar a oportunidade de falar essa linguagem tão pura e universal.

Sorriso, dom e convite

O sorriso é um dom silencioso como a chuva mansa, que cai e fertiliza a terra árida, ou como a brisa suave de um fim de tarde, acariciando o rosto de quem sonha. É também um convite para que entremos na intimidade do outro, pois quem nos conhece e nos vê sorrindo saberá, em instantes, como anda nosso coração. Como seres dotados de inteligência e vontade, podemos sorrir quando tudo vai bem ou mesmo quando acontece o contrário.

Numa ocasião, ouvi um colega dizer entusiasmado: “É feliz quem vive ao lado de quem sabe sorrir!”. Ele tem toda a razão, é muito importante saber sorrir. Um sorriso pode dissipar a angústia se for simpático, ou aumentá-la se for sarcástico; assim como pode estimular se for de aprovação ou desanimar se for cínico, pode ainda criar laços de amizade e amor se for sincero ou afastar se for hipócrita.

Sorrir, no entanto, nem sempre é fácil, pois, muitas vezes, a dor e o cansaço tornam esta tarefa custosa. Nessas horas, acredito que o melhor remédio é contarmos com a graça de Deus para sairmos de nós mesmos e nos interessarmos pelos outros, fazendo-os felizes com nosso gesto. Creio que tentar ser alegre, mesmo que o coração esteja em pedaços, não é um ato hipócrita, mas sim heroico. Dizem que as pessoas que se esforçam por sorrir sem motivos acabam por ter motivos de sobra para sorrir, e eu concordo com isso. É que, ao sorrir, passamos felicidade aos demais, e isso nos causa felicidade também. A própria natureza nos ensina que colhemos o que plantamos.

O sorriso como linguagem do coração humano

Faço minhas as palavras do escritor Alfonso Alguiló: “O bom humor é uma vitória sobre o próprio medo e a própria debilidade humana. A pessoa mal-humorada esconde sua insegurança ou sua angústia atrás de um semblante brusco e distante, e com o tempo, isso acaba tornando-se um hábito e se converte em um traço de seu caráter. Mas isso só ocorre, porque ela alterou o que é da própria natureza humana, ou seja, a alegria. Neste caso, a pessoa mal-humorada deverá sair desse círculo vicioso, e isso não será antinatural, muito pelo contrário: é o que pede a natureza. Tudo o que se faz sorrindo sempre nos ajuda a sermos mais humanos, a moderar nossas tendências, a sermos mais capazes de compreender os demais e, principalmente, nós mesmos”.

Podemos concluir que o sorriso é a linguagem natural do coração humano, e para ela não existem barreiras.

Que o Senhor restaure em nós a dádiva divina, que é o sorriso, e nos conceda sabedoria para doá-la a todos que encontrarmos nas idas e voltas da vida. Estamos juntos!




Leia também:
Qual é o segredo para viver sempre alegre?

Por Dijanira Silva, via Canção Nova

Tags:
ComunicaçãoFelicidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
5
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
6
CONFESSION, PRIEST, WOMAN
Julio De la Vega Hazas
Por que não posso me confessar diretamente com Deus?
7
Anna Gębalska-Berekets
O que falar (e o que não falar) a um ente querido com câncer
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia