Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconReligião
line break icon

Purgatório: misericórdia além da morte

LIGHTING,VOTIVE CANDLES

Shutterstock

Vanderlei de Lima - publicado em 01/11/17

Agradeçamos a Deus pela graça da misericórdia no além

O Compêndio do Catecismo da Igreja Católica ensina que: “O purgatório é o estado dos que morrem na amizade com Deus, mas embora certos de sua salvação eterna, têm ainda a necessidade de purificação para entrar na bem-aventurança celeste” (n. 210).

A base bíblica do purgatório está em três passagens: 2Mc 12,39-45; 1Cor 3,10-15 e Mt 5,25-26. Em 2Mc 12,39-45, vemos um texto dos séculos II/I a.C. a narrar a morte, em combate, de soldados judeus muito piedosos, porém apegados a ídolos. Tal fato foi, no contexto, tido como um pecado leve. Daí, Judas Macabeu ordenou que o povo oferecesse sacrifícios pelos recém-falecidos para ajudá-los a se tornarem – no além – puros e receberem, então, a recompensa eterna.

1Cor 3,10-15 fala de tipos diferentes de pregadores da Palavra de Deus: mais ou menos ardorosos. Os realmente empenhados se salvarão; já os relapsos só irão para a glória depois da purificação no fogo. Tal passagem insinua o purgatório, no qual o fogo é um símbolo de algo purificador. Em Mt 5,25-26, Nosso Senhor afirma que há, depois da vida presente (“o caminho”), um cárcere (linguagem figurada para mostrar que o pecado, ainda que leve, é aprisionador) do qual a alma só sairá após ter pagado todas as iniquidades. É outro indicativo do purgatório.

Ora, também, ao longo da Tradição da Igreja, encontramos depoimentos vários de oração pelos mortos a fim de que se salvem. Dentre eles: São João Crisóstomo (In Philipp III,4), Atas de Martírio de Santa Perpétua de Cartago, África (Passio PerpetuaeVII), Tertuliano (De anima 51; De exortatione castitatis 51 e De monogamia 10), Cipriano de Cartago (Epist 1,2), Didascalia (doutrina atribuída aos Apóstolos, redigida no início do 3º século) etc.

Daí, o piedoso costume de – não só em Finados, mas no ano todo – rezar pelos falecidos (as almas do Purgatório). É o que lemos no Compêndio do Catecismo da Igreja Católica: “Em virtude da comunhão dos santos, os fiéis peregrinos nesta terra podem ajudar as almas do purgatório, oferecendo por elas orações de sufrágio, em particular o Sacrifício eucarístico, mas também esmolas, indulgências e obras de penitência” (n. 211)

Recolhendo tudo isso, o Magistério da Igreja reconhece o Purgatório, conforme expressou, por exemplo, a Constituição Benedictus Deus, do Papa Bento XII, em 1336, o Concílio de Lião, em 1264, o Concílio de Trento, 1545-1563, e o Vaticano II, 1962-1965 (cf. E. Bettencourt. Curso de Escatologia. Rio de Janeiro: Mater Ecclesiae, 1993, p. 53-54).

Falemos daindulgência alcançada pelos vivos em favor dos defuntos. É a remissão – total (plenária) ou em parte (parcial) da pena temporal devida a um pecado já perdoado. É plenária com os seguinte atos internos e externos: 1) Confessar-se bem, rejeitando todo pecado; 2) Participar da Santa Missa e comungar com esta intenção; 3) Rezar pelo Papa ao menos um Pai-Nosso, uma Ave-Maria e um Glória e 4) Visitar o cemitério e rezar pelos falecidos entre os dias 1º e 8 de novembro.

Também, quem, no dia 2 de novembro, tendo se confessado, participado da Santa Missa e comungado, rezar o Pai-nosso e o Credo, em uma igreja ou oratório, lucra indulgência plenária pelos defuntos (cf. Manual das Indulgências, n. 13 e 67).

Agradeçamos a Deus pela graça da misericórdia no além, e peçamos-Lhe para viver nosso “purgatório” já aqui na terra, a fim de que, na morte, entremos, de imediato, para a glória celeste.

Vanderlei de Lima é eremita na Diocese de Amparo.

Tags:
CéuMortePurgatório
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia