Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa Francisco: às vezes durmo quando estou rezando

Antoine Mekary | ALETEIA
Compartilhar

Revelação foi feita em entrevista a um padre italiano

“Quando vou rezar, algumas vezes durmo. Isso também acontecia com Santa Teresinha do Menino Jesus. Ela dizia que o Senhor, Deus, o Pai gosta quando dormimos rezando.”

O Santo Padre fez essas afirmações no programa “Padre Nostro” (Pai Nosso), durante o diálogo com o Pe. Marco Pozza, capelão da prisão de Pádua, como parte de uma iniciativa da Secretaria para as Comunicações da Santa Sé e da TV2000.

Muitas vezes, continua o Papa, “dizemos que somos cristãos, dizemos que temos um pai, mas vivemos como… não digo como animais, mas como pessoas que não acreditam em Deus nem no homem, sem fé”.

“Nós também vivemos fazendo o mal, não vivemos no amor, mas no ódio, nas competições, nas guerras”, continuou o Pontífice.

O nome de Deus, questionou o Santo Padre, “é santificado nos cristãos que lutam entre eles pelo poder? É santificado na vida daqueles que pagam um homicida para se livrar de um inimigo? É santificado na vida daqueles que não se encarregam dos seus próprios filhos? Não, assim não se santifica o nome de Deus”.

Os diálogos do Pe. Pozza com o Papa e com vários personagens da cultura e do espetáculo fazem parte de um livro intitulado “Padre Nostro”, da editora Rizzoli e da Livraria Editora do Vaticano, que estará à venda na Itália, a partir do dia 23 de novembro.

via ACI Digital