Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 17 Abril |
Santa Catarina Tekakwitha
home iconAtualidade
line break icon

Após “guia de sexo anal” para menores, revista sofre boicote e cancela versão impressa

TEEN VOGUE

Hanbyul - Flickr

Reportagem local - publicado em 08/11/17

Conteúdo sem noção foi publicado pela Teen Vogue. Mãe que liderou boicote avisa: "Se você empurrar obscenidade para nossos filhos, nós vamos destruir você"

A Teen Vogue é (ou diz que é) uma revista de moda (?) para meninas de 11 a 17 anos. Seu alcance é internacional e sua marca é popular em países de língua inglesa. A revista fez sucesso e teve influência durante bastante tempo, mas vai agora cancelar a sua edição impressa. O grupo Condé Nast, dono da publicação, também vai diminuir a tiragem de outras revistas, como Vanity Fair, Vogue, Wired e The New Yorker.

Embora a empresa não tenha informado o motivo das mudanças, é chamativo que a decisão tenha ocorrido pouco depois da publicação de um artigo intitulado “Um guia para o sexo anal” na Teen Vogue – sim, na revista para meninas de 11 a 17 anos.

O artigo provocou reação veemente de pais e ativistas, incluindo um boicote liderado por uma mulher que se apresentou como “The Activist Mommy“, ou seja, a Mamãe Ativista. Em sua iniciativa, que repercutiu nos EUA graças ao eco das redes sociais, ela pediu aos pais:

“Vão até a loja de conveniência do seu posto de gasolina, até as mercearias locais, até as bibliotecas próximas, e peçam para falar com o gerente ou, de preferência, com o proprietário. Exijam que eles eliminem a Teen Vogue das prateleiras imediatamente”.

Não é conclusivo que o boicote tenha sido a causa principal da saída de cena da revista impressa, já que a Condé Nast pode apenas estar seguindo a tendência decadente de grande parte da mídia em papel. No entanto, é inegável a dose de pressão exercida por um boicote de repercussão internacional após um artigo de responsabilidade tão questionável.

A “Mamãe Ativistadivulgou uma declaração aplaudindo os esforços de todos os que aderiram ao boicote:

“Fiquei entusiasmada ao saber hoje que a revista Teen Vogue não terá mais a versão impressa. A editora, Condé Nast, a cancelou, enquanto manteve a impressão de outras revistas. A operação ‘Fora Teen Vogue’ foi uma campanha de pais preocupados, que não acreditam que sexo anal e brinquedos sexuais devam ser vendidos aos seus filhos sob o disfarce de uma revista de moda. Os editores da Teen Vogue, Elaine Welteroth e Phillip Picardi, ignoraram as nossas preocupações e zombaram da nossa campanha, mas nós lhes demos uma resposta da qual eles nunca se recuperaram. Que o mundo tome nota: se você tentar empurrar obscenidade para os nossos filhos, especialmente visando lucro, nós vamos destruir você”.

Em seu canal no YouTube, a Mamãe Ativista já tinha protestado com força contra o artigo, como neste vídeo de julho deste ano:

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=39Z5xC8rpQw&w=560&h=315]

Precedente

Essa mesma revista já tinha sido alvo de um retumbante tapa na cara por conta de um artigo intitulado “O que oferecer a uma amiga depois do aborto” (!)

O que a revista possivelmente não esperava era a resposta que receberia da jovem estudante Autumn, de 16 anos, que botou os pingos nos is e gravou um vídeo detonando a leviandade daquele artigo.

Captura de tela - Canal Students for Life no YouTube

Confira o vídeo de Autumn, legendado em português, nesta matéria da Aleteia:

Um merecido e retumbante tapão na cara da mídia abortista!

Tags:
FilhosIdeologiaJuventudeSexualidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia